Com Sergio Ramos machucado, como ficará o miolo de zaga do Real Madrid?

Nathália Almeida
FBL-ESP-LIGA-VALENCIA-REAL MADRID
FBL-ESP-LIGA-VALENCIA-REAL MADRID / JOSE JORDAN/Getty Images
facebooktwitterreddit

Instável em desempenho e abaixo da média em resultados conquistados, o início de temporada do Real Madrid, atual campeão de La Liga, também tem sido marcado pelas muitas contusões. O sistema defensivo merengue é o setor que mais tem sofrido com as ausências, situação que obviamente preocupa bastante o técnico Zinédine Zidane.

Na manhã desta sexta-feira (20), o gigante da capital espanhola utilizou suas plataformas e redes sociais oficiais para comunicar uma nova baixa: Sergio Ramos. Capitão do Real, o zagueiro-artilheiro sofreu uma lesão muscular no bíceps femoral da perna direita, que deve afastá-lo dos gramados por no mínimo 10 dias.

Real Madrid v FC Internazionale: Group B - UEFA Champions League
Real Madrid v FC Internazionale: Group B - UEFA Champions League / Quality Sport Images/Getty Images

Caso este prognóstico seja cumprido à risca, o camisa 4 perderá três partidas: Villarreal (21/11) e Alavés (28/11) por La Liga; e Inter de Milão (25/11), pela quarta rodada da fase de grupos da Champions League.

E como fica o miolo de zaga madridista?

Real Madrid v SD Huesca - La Liga Santander
Real Madrid v SD Huesca - La Liga Santander / Quality Sport Images/Getty Images

Como falamos no primeiro parágrafo deste artigo, o sistema defensivo merengue sofre com múltiplas baixas, ou seja, as opções para Zidane são limitadíssimas. Neste exato momento, apenas dois zagueiros de origem estão saudáveis e à disposição da comissão técnica: Raphaël Varane e o brasileiro Éder Militão. Esta deve ser a dupla de zaga titular do Madrid para os jogos em que Sergio Ramos estiver fora de combate.

Uma outra alternativa (bem remota) é o recuo de Casemiro para atuar como zagueiro. A força e inteligência tática do volante brasileiro permitem esse improviso, de modo que sua 'adaptação' à função não seria problemática. O que praticamente inviabiliza esse arranjo é o fato do volante Federico Valverde também estar lesionado, o que diminui o 'leque de opções' de Zidane para o setor de meio-campo. Improvisar Casemiro na defesa sem o uruguaio à disposição implicaria em uma nova formação na trinca de meias, algo que o técnico francês dificilmente arriscará.


facebooktwitterreddit