Futebol Feminino

Com receitas menores, Bahia paralisa futebol feminino e revolta torcida: 'Vergonhoso'

Nathália Almeida
Após rebaixamento na Série A masculina, Bahia anunciou corte no time feminino
Após rebaixamento na Série A masculina, Bahia anunciou corte no time feminino / Mauricio Almeida/Am Press & Images/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Entra ano, sai ano, e algumas táticas bastante nocivas do futebol brasileiro continuam se repetindo. E nem mesmo os clubes que se "vestem" como aliados da diversidade e da equidade de gênero, como o Bahia, conseguem romper com esse ciclo vicioso: na manhã desta sexta-feira (17), o Esquadrão utilizou suas plataformas oficiais para comunicar a paralisação de suas atividades no futebol feminino durante o primeiro trimestre de 2022, decisão tomada com a justificativa da diminuição de receitas do clube por conta do rebaixamento do time masculino à Série B.

"O Esporte Clube Bahia comunica que, em razão da ausência de competições até maio de 2022, somada à queda de receitas na ordem de 50% do orçamento tricolor para 2022, o projeto do time feminino também precisará sofrer adaptação, a exemplo do futebol masculino e da divisão de base do Esquadrão. A reapresentação acontecerá em abril e as atletas que possuem contrato até a próxima temporada continuarão vinculadas à equipe“, publicou o clube.

A decisão foi recebida com revolta por parte da torcida tricolor nas redes sociais. Veja reações:

Atleta do time feminino tricolor, a zagueira Aila Santana não escondeu sua tristeza com a suspensão do trabalho e atividades envolvendo a modalidade no Esquadrão: "Hoje é um dos dia mais triste da minha vida!!!", desabafou.

facebooktwitterreddit