Barcelona

Com dívidas que chegam a R$ 8 bilhões, Laporta atualiza situação econômica do Barcelona: 'Dramática'

Antonio Mota
Dirigente concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira
Dirigente concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira / Quality Sport Images/Getty Images
facebooktwitterreddit

O presidente do Barcelona, Joan Laporta, concedeu uma entrevista coletiva nesta segunda-feira, 16, e abriu o jogo sobre a situação econômica do clube. Em declaração, o mandatário classificou o momento financeiro da equipe como “dramático” e explicou que, além dos imbróglios relacionados à pandemia da Covid-19, o Barça também sofre com uma alta folha salarial e com o rombo financeiro da última temporada, quando registrou um déficit de 481 milhões de euros (R$ 2,97 bilhões).  

Eleito no último mês de março, Laporta admitiu que os cofres do Barcelona não estão saudáveis, como fica muito claro ao se observar a fortuna que o time gastou a mais do que recebeu na temporada passada. O cartola ainda destacou que o Barça tem uma dívida total de 1,3 bilhão de euros – cerca de R$ 8 bilhões.

Barcelona Finanças Joan Laporta
Clube, recentemente, perdeu Messi para o PSG / Soccrates Images/Getty Images

"Na altura do fechamento do ano, tínhamos algumas expectativas e, depois do que vimos, tivemos um déficit de 481 milhões de euros. São 1,13 bilhão de euros (R$ 6,9 bilhões) de despesas e 655 milhões de euros de receitas (R$ 4 bilhões), que são auditadas e apresentadas. O impacto da Covid-19 é de 91 milhões (R$ 563 milhões). Temos uma massa salarial que representa 103% dos juros. No total, são 617 milhões de euros (R$ 3,8 bilhões). Isto representa 25 ou 30 % a mais do que os nossos concorrentes. Estamos muito acima em termos de salários."

Joan Laporta, presidente do Barça

As circunstâncias são, realmente, bastante complicadas. “O Barça tem um património líquido negativo de 451 milhões de euros (R$ 2,7 bilhões). Isto é complicado porque nos obriga a fazer um excelente trabalho para que os credores e o auditor acreditem em nós. A prova é que conseguimos arrecadar 550 milhões de euros (R$ 3,4 bilhões) a uma taxa muito boa de 1,1%", acrescentou.  

Por fim, Joan Laporta ainda questionou uma carta de Josep Maria Bartomeu, ex-presidente do Barça, e foi incisivo ao falar do momento financeira do clube. “Eles apresentaram um orçamento com hipóteses que são difíceis de cumprir. Várias delas não foram cumpridas. E por isso o orçamento deu menos de 320 milhões de euros [R$ 1,9 bilhão] para a temporada 2020/2021. A situação patrimonial e financeira são dramáticas”, declarou.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit