Barcelona

Com a chegada de Koundé, quanto o Barcelona já gastou em contratações nesta janela?

Antonio Mota
O presidente do Barcelona, Joan Laporta, decidiu abrir os cofres do Camp Nou. Clube já gastou mais de R$ 870 milhões nesta janela.
O presidente do Barcelona, Joan Laporta, decidiu abrir os cofres do Camp Nou. Clube já gastou mais de R$ 870 milhões nesta janela. / Quality Sport Images/GettyImages
facebooktwitterreddit

Apesar da severa e mundialmente conhecida crise financeira, o Barcelona tem sido agressivo e realizado contratações expressivas nesta janela de transferências do verão 2022/23 da Europa. O nome mais recente a acertar com o time do Camp Nou foi o cobiçado zagueiro Jules Koundé, futuro ex-Sevilla, que também era alvo do Chelsea. O defensor vai custar uma verdadeira fortuna aos cofres da equipe.

De acordo com informações da imprensa internacional, o Barça vai pagar ao menos 50 milhões de euros (mais de R$ 278 milhões, pela cotação atual) no defensor de 23 anos. A quantia é alta e eleva ainda mais os valores gastos pelo time até o momento neste mercado da bola. Mas, afinal, quanto o Barcelona já gastou em contratações nesta janela?

Koundé custou "bolada" ao Barcelona.
Jules Koundé é o novo reforço do Barcelona, crava imprensa europeia. / Quality Sport Images/GettyImages

Até aqui, o Barcelona realizou cinco contratações, já incluindo Jules Koundé, para o novo calendário. Destas, duas não custaram ‘nada’ ao clube: o volante Franck Kessié, ex-Milan, e o zagueiro Andreas Christensen, ex-Chelsea, chegaram ao Barça como agentes livres.

Por outro lado, o time do Camp Nou precisou investir alto nos outros três reforços. Como destacado acima, Koundé custou 50 milhões de euros. Raphinha, ex-Leeds United, foi um pouco mais caro: € 58 milhões. Já o astro Robert Lewandowski, ex-Bayern de Munique, foi comprado por € 45 milhões. Assim, ao todo, o Barça já investiu 153 milhões de euros (cerca de R$ 851 milhões) nesta janela.

É válido notar que o escudo da Espanha não vai pagar todo esse montante agora. E mais, essas três transferências ainda podem custar mais caro ao time grená, já que todas contam com gatilhos que podem elevar o valor dos negócios.

O futuro ex-Sevilla, por exemplo, pode ter o valor aumentado em até 10 milhões e, assim, custar um total de € 60 milhões. Raphinha (€ 9 milhões) e Lewandowski (€ 5 milhões) também podem “tirar mais dinheiro” dos bolsos do Barcelona. Neste sentido, se o trio alcançar todas as metas, o clube vai ter que pagar mais 24 milhões (R$ 133 milhões), algo que elevaria o custo total dessas operações para € 177 milhões – ou R$ 985 milhões.

facebooktwitterreddit