Palmeiras

Cobrança pública de Abel Ferreira sobre diretoria do Palmeiras repercute imediatamente entre torcedores

Fabio Utz
Treinador "implora" para diretoria do Verdão não vender Rony
Treinador "implora" para diretoria do Verdão não vender Rony / Franklin Jacome/Getty Images
facebooktwitterreddit

Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, nunca escondeu o desejo por reforços - principalmente, alguém a fazer sombra para Luiz Adriano. Mas logo após o jogo desta terça-feira, contra o Independiente del Valle, ele deu uma declaração das mais fortes a respeito do tema em toda a sua trajetória no clube. E ela, claro, repercutiu imediatamente entre os torcedores.

O português, que sequer completou um ano de clube e conquistou a Libertadores e a Copa do Brasil de 2020, exaltou o atacante Rony. Mesmo não tendo feito gols, ele conduziu as ações ofensivas na altitude de Quito e terminou a partida extenuado. "Espero que o Palmeiras não o venda (na próxima janela de transferências). Dei minha impressão sobre isso à diretoria. Já que ninguém entra (em contratações), espero também que ninguém saia... O Rony é um jogador fundamental na nossa dinâmica enquanto equipe", disse.

O fato mobilizou palmeirenses nas redes sociais. Embora um ou outro tenha se espantado negativamente com o fato desta "cobrança" pública, a maioria se colocou ao lado de Abel, questionando a pouca ação da diretoria em dar ao comandante do time os nomes pedidos. "O Abel está dando sinal amarelo o tempo todo para o Maurício Galiotte. Não fazendo as contratações pontuais, podem ter certeza, na parada do futebol europeu, junho / julho, ele vai embora", escreveu um torcedor. "É muito estranho mesmo o Palmeiras não conseguir trazer um único atacante", disse outro. Enfim, o recado foi direto, e as manifestações pró-treinador se multiplicaram rapidamente.

Para mais notícias do Palmeiras, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.

facebooktwitterreddit