Futebol Internacional

Claudio Ranieri pode brilhar no Watford, mas precisa se desprender do passado primeiro

Lucas Humberto
Marcado pelos feitos no Leicester, Ranieri chega para substituir Xisco Muñoz
Marcado pelos feitos no Leicester, Ranieri chega para substituir Xisco Muñoz / Getty Images/Getty Images
facebooktwitterreddit

Tentando se manter na elite, o Watford anunciou o retorno de Claudio Ranieri ao futebol inglês. O italiano chega para substituir o demitido Xisco Muñoz, que não resistiu aos recentes insucessos no Vicarage Road e teve a derrota para o Leeds United como gota d'água de um trabalho que deixou de ser frutífero há muito tempo.

Marcado pelo título histórico do Leicester City na temporada 2015/16, Ranieri terá sua terceira experiência na Premier League, tendo passado anteriormente pelas áreas técnicas de Chelsea e Fulham. Os últimos três anos do treinador foram dedicados ao calcio, onde comandou a Roma (12 jogos) e a Sampdoria (71 partidas).

Com a contratação, a expectativa dos Hornets é escalar algumas posições na tabela. Atualmente, a equipe do brasileiro João Pedro está na 15ª colocação do Inglês com sete pontos conquistados e somente duas vitórias na conta. A missão do treinador de 69 anos definitivamente não será simples, mas experiência não falta.

Perspectivas futuras e passado como empecilho

Em termos de qualidade, a adição de Ranieri é uma excelente notícia ao torcedor. A questão central, no entanto, fica por conta das expectativas futuras: os torcedores vão se contentar com a manutenção da equipe na elite, o que certamente vai envolver altos e baixos, ou irão cobrar o mesmo desempenho dos idos de 2015/16?

Ranieri Watford Premier League Leicester
Ranieri tem passagens por clubes das cinco principais ligas / Getty Images/Getty Images

Embora esteja no rol de conquistas mais memoráveis da história, os feitos do italiano no Leicester não se repetem com frequência. Gerações vão se passar até que outro clube de pouca expressão drible o poderoso e endinheiro big six do Campeonato Inglês. Vencer 23 jogos, perder somente três e conquistar 81 pontos munido de um plantel modesto não pode ser encarado como habitual.

Os torcedores devem exercer seu direito de cobrança para que as marcas reprováveis do Fulham não se repitam - na ocasião, Ranieri conquistou apenas três vitórias em 17 jogos. No entanto, manter o pé no chão é a melhor atitude. O italiano dificilmente vai conduzir os Hornets rumo ao título Inglês, mas permanecer na elite do torneio doméstico mais competitivo do mundo já é um feito e tanto...

facebooktwitterreddit