Opinião

Clássico com clima de revanche: Atlético-GO e Vila Nova protagonizam maior duelo do Goianão até agora

Lucas Humberto
De olho na Série A 2022, Dragão tenta solucionar sérios problemas de criação diante do Vila Nova
De olho na Série A 2022, Dragão tenta solucionar sérios problemas de criação diante do Vila Nova / MARCELO MANERA/GettyImages
facebooktwitterreddit

Se os clássicos por si só têm clima especial, imagina com clima de revanche. Atlético-GO e Vila Nova, líder e vice do Grupo B do Campeonato Goiano, se enfrentam neste sábado (19). Muito além da antiga rivalidade, a partida promete ter contornos tão imprevisíveis quanto o duelo envolvendo os mesmos clubes no sábado, 05 de fevereiro. E olha que lá no OBA teve de tudo: duas expulsões, três gols na reta final da partida, torcida inflamada e vitória do Tigre, por 3 a 2.

De olho na Série A 2022 e na Copa do Brasil, o Dragão ainda tem uma série de problemas para solucionar. Na última rodada, a vitória diante do Goiatuba, por 2 a 0, teve como pano de fundo a pouca criatividade na construção da jogadas. "Não fizemos um bom jogo tecnicamente, tivemos dificuldade principalmente na hora de propor o jogo", avaliou o interino Eduardo Souza. E, mesmo em seus domínios, o Atlético não deve ter vida fácil contra o Vila.

Para o duelo, o Dragão não poderá contar com os serviços do volante Gabriel Baralhas (ainda em recuperação de cirurgia), bem como do zagueiro Michel e do lateral Arthur Henrique, ambos suspensos. Em contrapartida, Luan Polli, Dudu, Jefferson, Ramon Menezes e Dellatorre retornam ao plantel. Devidamente classificado à próxima fase, o clube tenta frear o ímpeto do Tigre do artilheiro Clayton. Clima de revanche num duelo de grandes proporções. Não tinha como ser melhor.

facebooktwitterreddit