Champions League

10 brasileiros que marcaram gols em semifinais de Champions League

Bia Palumbo
Vinicius Jr e Fernandinho tiveram participação decisiva na primeira semifinal da Champions 2021/22
Vinicius Jr e Fernandinho tiveram participação decisiva na primeira semifinal da Champions 2021/22 / James Williamson - AMA/GettyImages
facebooktwitterreddit

O placar inusitado foi apenas um dos ingredientes da primeira semifinal da Champions League 2021/22 entre Manchester City e Real Madrid, que terminou 4 a 3 e teve gols de Gabriel Jesus e Vinicius Jr. Será que eles vão repetir a dose na Espanha?

A fase artilheira dos brasileiros inspirou o 90min a preparar um especial contando outros craques nascidos em terras tupiniquins que balançaram as redes nas semifinais daquele que é considerado por muitos o melhor campeonato do mundo.

1. Lucas Moura (Tottenham)

Em 2019, os Spurs perderam para o Ajax por 1 a 0 em Londres e precisavam vencer fora de casa para ir à final. Aquele 8 de maio ficará eternamente na memória do atacante Lucas Moura, autor do hat-trick nos 3 a 2 que garantiu o clube inglês na decisão. Foram três gols na etapa final, sendo o último no minuto 96, ou seja, aos 51 do segundo tempo.

2. Marquinhos (PSG)

Lionel Messi, Marquinhos, Neymar
Zagueiro brasileiro fez o único gol do PSG no confronto diante do City / Sebastian Frej/MB Media/GettyImages

A primeira semifinal da temporada 2020/21 aconteceu no Parque dos Príncipes e o zagueiro tirou o zero do placar logo aos 15 minutos, porém no segundo tempo De Bruyne e Mahrez viraram para o Manchester City, que também ganhou do PSG no Ettihad Stadium por 2 a 0 e avançou. O brasileiro também havia marcado na edição anterior, contra o RB Leipzig, no confronto disputado em jogo único e campo neutro (Estádio da Luz, em Portugal) por conta da pandemia da Covid-19. Na ocasião o clube francês venceu por 3 a 0, Di María e Bernat completaram a festa e a primeira experiência do Paris Saint-Germain na final terminou 1 a 0 para o Bayern.

3. Roberto Firmino (Liverpool)

Roberto Firmino, Mohamed Salah
Camisa 9 atua há sete temporadas nos Reds / Alex Livesey - Danehouse/GettyImages

Uma das semifinais mais agitadas dos últimos tempos, com 13 gols no duelo em 2018, sendo que primeiro a Roma ganhou por 4 a 2 do Liverpool, mas em Anfield a história foi diferente, um 5 a 2 com direito a dose dupla de Firmino.

4. Marcelo (Real Madrid)

Marcelo lateral Real Madrid
Lateral é o jogador com mais títulos da história do Real Madrid / ODD ANDERSEN/GettyImages

Este é um dos gols mais importantes do ídolo merengue. O Bayern jogava em casa e saiu na frente com Kimmich, mas sofreu a virada naquele 25 de abril de 2018. O brasileiro empatou ainda no primeiro tempo e Asensio virou. Em Madrid terminou 2 a 2 e na finalíssima o time bateu o Liverpool por 3 a 2. Marcelo também já tinha balançado a rede em outra semifinal, no El Clásico de 2011 que coroou a campanha vitoriosa do Barcelona.

5. Dani Alves (Juventus)

Dani Alves
'Good Crazy' garantiu a festa alvinegra em Turim / Stuart Franklin/GettyImages

O Monaco foi semifinalista em 2017, porém mal conseguiu jogar quando enfrentou a Velha Senhora, tanto que perdeu em casa por 2 a 0 com gols de Higuaín e depois Mandzukic e o lateral brasileiro marcaram no 2 a 1 em Turim. O gol de honra da equipe visitante foi marcado por um jovem talento francês que despontava na época e atende pelo nome de Kylian Mbappé. A euforia alvinegra acabou com o 4 a 1 que deu a taça ao Real Madrid.

6. Fernando (Manchester City)

Luka Modric, Fernando
Volante goiano protagonizou lance infeliz na Champions de 2016 / Shaun Botterill/GettyImages

Pouco conhecido no Brasil, o meio-campista saiu do Vila Nova em 2007 para jogar em Portugal e depois jogou na Inglaterra e Turquia (Galatasaray) antes de chegar ao Sevilla, seu atual clube. Quando estava nos Cityzens ele ficou marcado por fazer um gol contra na semifinal diante do Real Madrid, um confronto equilibrado que teve apenas este lance com bola na rede. A vitória apertada na Espanha aliada ao empate sem gols no Ettihad Stadium embalou o título merengue após uma final madrilenha diante do Atlético de Madrid que só foi definida nos pênaltis.

7. Neymar (Barcelona)

Neymar
Quando integrava o trio MSN o brasileiro foi carrasco do Bayern / ODD ANDERSEN/GettyImages

A soma dos placares na semifinal de 2015 terminou 5 a 3 para o Barcelona contra o Bayern, sendo que três dos cinco tentos dos blaugranas foram marcados por Neymar, que na época brilhava ao lado dos amigos Messi e Suárez formando o trio MSN. O primeiro capítulo terminou 3 a 0 no Camp Nou e na Alemanha foi 3 a 2 para os donos da casa.

8. Diego Costa (Atlético de Madrid)

Diego Costa e David Luiz
Diego Costa e David Luiz mais tarde foram companheiros no próprio Chelsea / Matthew Ashton/GettyImages

Na luta para ir à final da Champions em 2014, os colchoneros tiveram dificuldades para furar a retranca do time de José Mourinho, tanto que o Chelsea segurou o 0 a 0 em Madrid. Fernando Torres colocou os Blues na frente em Londres, mas a torcida em Stamford Bridge saiu decepcionada porque os visitantes reverteram para 3 a 1, sendo que o brasileiro naturalizado espanhol marcou um gol de pênalti. Autor de 36 gols em 52 jogos naquela temporada, o centroavante foi negociado na janela de transferências seguinte justamente com o time londrino.

9. Ramires (Chelsea)

Ramires
Brasileiro nem se intimidou com Camp Nou lotado e deixou o dele / Shaun Botterill/GettyImages

Campeão europeu em 2012, o Chelsea precisou eliminar o Barcelona durante a campanha. O embate foi equilibrado - Drogba garantiu o 1 a 0 em Londres e o Barça chegou a abrir 2 a 0 com Busquets e Iniesta no Camp Nou, porém mesmo com um jogador a menos (John Terry foi expulso no primeiro tempo), a equipe de Roberto Di Matteo arrancou o empate com um gol do meio-campista Ramires e outro do artilheiro Fernando Torres, para a tristeza do técnico Pep Guardiola.

10. Anderson (Manchester United)

Anderson
Meio-campista brasileiro ganhou até música da torcida do United / Michael Regan/GettyImages

Em 2011 os Red Devils nem deram chances para o Schalke 04. Para começar, Giggs e Rooney construíram um 2 a 0 na Alemanha. E depois teve goleada com direito a dois gols do meio-campista revelado no Grêmio. Valencia e Gibson também marcaram no 4 a 1 em Old Trafford e Jurado descontou.

facebooktwitterreddit