Champions League

Manchester City fura retranca do Atlético de Madrid e coloca um pé na semifinal da Champions League

Bia Palumbo
Kevin De Bruyne marcou o único gol no Ettihad Stadium
Kevin De Bruyne marcou o único gol no Ettihad Stadium / Quality Sport Images/GettyImages
facebooktwitterreddit

Um dos duelos mais aguardados das quartas de final da Champions League aconteceu nesta terça-feira (5), e no duelo tático de Pep Guardiola contra Diego Simeone prevaleceu a qualidade técnica do Manchester City, que ganhou do Atlético de Madrid por 1 a 0 graças a uma jogada de Phil Foden e conclusão de Kevin De Bruyne.

Os times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (13), no Estádio Wanda Metropolitano, e o clube inglês precisa apenas de um empate para seguir na luta pelo título inédito. Vitória dos espanhóis por um gol de diferença independente do placar leva a decisão da vaga para os pênaltis. Quem se classificar pega Bayern de Munique ou Villarreal.

"Geralmente times jogam bastante defensivamente contra a gente, muito difícil encontrar os espaços, conseguimos criar mais no segundo tempo, mas no geral jogamos bem."

Kevin De Bruyne, do Manchester City

Mesmo jogando fora de casa, a equipe espanhola conseguiu segurar a pressão rival no primeiro tempo e o atual vice-campeão europeu que é conhecido pelo poderio ofensivo sequer finalizou na direção do gol.

O enredo após o intervalo parecia o mesmo e a impressão é de que os colchoneros conseguiriam arrancar o empate, porém quando Guardiola resolveu mexer, Foden justificou a escolha com um passe vertical que colocou o belga na cara do gol. Ele chutou cruzado e Oblak até se esticou, mas não evitou a abertura do placar.

Além do goleiro Ederson, que foi titular e pouco exigido, outro brasileiro que jogou foi o atacante Gabriel Jesus. Acionado apenas na etapa final, o camisa 9 teve atuação discreta e ainda levou um cartão amarelo que o tira do jogo da volta.

facebooktwitterreddit