Futebol Feminino

5 razões pra acreditar no favoritismo do Lyon na final da Champions Feminina

Nathália Almeida
Lyon está em mais uma final de Champions Feminina
Lyon está em mais uma final de Champions Feminina / Catherine Steenkeste/GettyImages
facebooktwitterreddit

Neste domingo (21), o Allianz Stadium, em Turim, receberá a partida mais aguardada do calendário de clubes do futebol feminino europeu. Valendo o desejado troféu da Champions League, Barcelona e Lyon duelam em uma decisão que coloca, frente a frente, as duas maiores potências modernas da modalidade no Velho Continente.

O momento pode fazer você apostar no título do Barça, afinal de contas, o time da Catalunha é o atual campeão continental e vem "passando por cima" de seus adversários sem piedade nas últimas duas temporadas. Há, no entanto, algumas razões para acreditar que o Lyon não somente tem chances contra o Barcelona, como é favorito frente às catalãs. Vamos a elas:


1. Detém a hegemonia continental

Wendie Renard
Lyon é o maior campeão da história do torneio / Clive Brunskill/GettyImages

Desde a criação da competição na virada do século - a primeira edição da Champions Feminina ocorreu em 2001/02 -, nenhuma equipe disputou mais partidas (100), mais finais (9) ou conquistou mais títulos (7) que o Lyon. Trata-se, portanto, do maior especialista quando o assunto é campeonato continental. Um rival como esse nunca pode ser tratado como zebra, afinal de contas, a experiência pesa demais em finais em jogo único.

2. Conta com um elenco experiente e vencedor

Wendie Renard
Renard é a grande referência do sistema defensivo do Lyon / Catherine Steenkeste/GettyImages

Além do clube ter experiência de sobra neste torneio, o Lyon conta com um plantel amplamente experimentado e vencedor. Do gol, com Christiane Endler, ao ataque, com Eugénie Le Sommer, sobra currículo e título neste grupo comandado por Sonia Bompastor. Isso sem falar na grande Wendie Renard, primeira jogadora da história do futebol europeu a chegar à marca de 100 partidas de Champions Feminina. Grupo de lendas.

3. Tem a maior artilheira da história do torneio

Ada Hegerberg
Ada é uma lenda do futebol / Matthew Ashton - AMA/GettyImages

Símbolo do clube, Ada Hegerberg está de volta aos gramados após 20 meses de inatividade em virtude de uma grave lesão. Com gols marcados contra Juventus (quartas) e PSG (semifinais), a artilheira mostrou que está em forma e faminta para brilhar, algo que certamente preocupa o Barça: estamos falando da maior goleadora da história da Champions Feminina, com 58 gols marcados. Ninguém acima da norueguesa no torneio.

4. É dominante no confronto direto

UEFA Women's Champions League"Women: Olympique Lyonnais v FC Barcelona"
Barcelona é freguês do Lyon no confronto direto / VI-Images/GettyImages

Barcelona e Lyon já se enfrentaram três vezes ao longo da história da Champions Feminina, com as francesas saindo de campo vitoriosas em todos os confrontos. Nas quartas de final de 2017/18, triunfos por 2 a 1 (casa) e 1 a 0 (fora). Na temporada seguinte, o encontro entre lionesas e blaugranas aconteceu justo na grande decisão europeia, com o time de Renard e cia. simplesmente atropelando o rival da Catalunha: 4 a 1, gols de Maroszán e Ada Hegerberg (3x). Oshoala marcou o gol de honra do Barça.

5. Sobra em poder de reação

TOPSHOT-FBL-EUR-C1-PSG-LYON-WOMEN
Lyon mostrou maturidade nas eliminatórias contra Juventus e PSG / FRANCK FIFE/GettyImages

O Lyon sobra quando o assunto é resiliência, e isso fica evidente quando olhamos a forma como o clube francês chegou à decisão desta temporada: perdeu o jogo de ida das quartas contra a Juventus, mas lutou e buscou a remontada na volta, em sua casa; nas semifinais, saiu atrás do marcador no jogo de ida contra o PSG, mas conseguiu virar o jogo com maestria.É um time que não esmorece, e que certamente não vai abaixar a cabeça se sair atrás do placar na final contra o Barcelona.

facebooktwitterreddit