Champions League

5 fatos que marcaram a classificação do Liverpool sobre a Inter de Milão na Champions League

Matheus Nunes
Lautaro encerrou a 'seca' e marcou um golaço que decidiu o jogo
Lautaro encerrou a 'seca' e marcou um golaço que decidiu o jogo / Chris Brunskill/Fantasista/GettyImages
facebooktwitterreddit

Não foi fácil, mas o Liverpool avançou para as quartas de final da Champions League. Nesta terça-feira (8), a Inter de Milão foi até o Anfield e venceu os donos da casa por 1 a 0, com gol de Lautaro Martínez, porém o resultado não foi suficiente para os italianos avançarem de fase, já que haviam perdido o jogo de ida em seus domínios por 2 a 0.

Os Reds não perdiam há 15 jogos, sendo 12 vitórias e três empates. A última derrota tinha sido em 28 de dezembro de 2021 para o Leicester, por 1 a 0, pela Premier League. A campanha na Liga dos Campeões até então era perfeita, com 100% de aproveitamento - sete vitórias consecutivas.

Os 5 fatos que resumem o jogo

1) As 3 bolas na trave

Mohamed Salah
Artilheiro do Liverpool, Salah passou em branco / Michael Regan/GettyImages

Se fosse mais assertiva, a equipe de Jürgen Klopp teria saído com um resultado melhor. O time inglês finalizou 12 vezes, mas parou na trave em três oportunidades, sendo duas com Mohamed Salah e outra em cabeçada do zagueiro Matip.

2) Vidal gigante

O chileno da Inter fez uma partida de encher os olhos dos torcedores. Mostrou muita raça, foi incansável na marcação e ainda salvou um gol de Luis Díaz em cima da linha. Mesmo aos 34 anos, parece que a idade não vem pesando.

3) O dono do meio de campo

4) Coragem premiada

Precisando a todo custo marcar, a equipe de Simone Inzaghi foi pra cima do Liverpool e abriu o placar com Lautaro Martínez. O atacante argentino acertou um belo chute de fora da área, sem chances para o goleiro Alisson, aos 15 minutos da etapa final. Faltava mais um gol para levar o jogo para a prorrogação, porém...

5) Expulsão de Alexis Sánchez

Quando a bola do argentino estufou a rede do goleiro Alisson a torcida da Inter fez a festa, incentivando os jogadores. Porém, a alegria durou pouco, porque dois minutos depois Alexis Sánchez recebeu o segundo cartão amarelo por entrada dura no brasileiro Fabinho, complicando a reação dos Nerazzurris. Isso aconteceu aos 17 do segundo tempo.

facebooktwitterreddit