São Paulo

Ceni analisa empate do São Paulo e destaca ponto que pode fazer a diferença na Sul-Americana

Antonio Mota
Rogério Ceni analisou o empate com o Cuiabá e destacou o poder de reação do São Paulo: "Importante".
Rogério Ceni analisou o empate com o Cuiabá e destacou o poder de reação do São Paulo: "Importante". / Andressa Anholete/GettyImages
facebooktwitterreddit

Em meio ao clima turbulento pelos resultados das últimas semanas, o São Paulo visitou e empatou com o Cuiabá em 1 a 1, na Arena Pantanal, na noite do último domingo (4), pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após o apito final, o técnico Rogério Ceni analisou o confronto e destacou o poder de reação do Tricolor, algo que precisará ser explorado na semifinal da Sul-Americana.

“Estamos há mais de 100 dias jogando toda quarta, quinta, domingo. Hoje fica a reação, lugar quente, difícil de jogar, teve duas oportunidades de virar. Esse ponto é mais importante do que as pessoas pensam para o jogo de quinta”, comentou Ceni. O São Paulo perdeu para o Atlético-GO por 3 a 1, no Serra Dourada, e saiu atrás na disputa por uma vaga na final continental.

Além de analisar o empate no Mato Grosso, Ceni também falou sobre a recepção de grupo de são-paulinos no desembarque da delegação e explicou a confusão com um torcedor do clube. O treinador se desentendeu, discutiu e “tomou” o celular de um adepto do time. “Quinta-feira é de cobrança, tenho certeza que ele estarão presentes e vamos fazer nosso máximo, respeito ao adversário”, iniciou o técnico, falando sobre os gritos da torcida após o empate.

“Um único torcedor estava bem na frente, bem perto do ônibus. Sempre sou o último a descer. Esse torcedor chegou a ofender todos os jogadores, chamou de filho da puta todos. Quando estou descendo do ônibus, ele olha pra minha cara e me chama de filho da puta. Uma coisa é liberdade de expressão, outra coisa é você ofender. É baixo nível, mas foi um único torcedor. Se quer falar algo pra mim, vamos lá dentro e você conversa comigo”, finalizou.

Com o 1 a 1 na Arena Pantanal, o São Paulo chegou aos 30 pontos e parou na 14ª colocação da tabela do Campeonato Brasileiro. O Cuiabá, por sua vez, ficou com 26 pontos e na primeira posição fora do Z-4.

facebooktwitterreddit