Sul-Americana

Calleri perde pênalti, mas São Paulo vence o Ceará e abre vantagem nas quartas da Sul-Americana

Matheus Nunes
Nikão precisou apena de cinco minutos para fazer o gol da partida
Nikão precisou apena de cinco minutos para fazer o gol da partida / MIGUEL SCHINCARIOL/GettyImages
facebooktwitterreddit

No primeiro jogo do único confronto 100% brasileiro das quartas de final da Sul-Americana, disputado nesta quarta-feira (3) no Morumbi, o São Paulo venceu o Ceará pelo placar mínimo de 1 a 0 e, agora, precisa apenas de um empate no duelo da volta para avançar de fase no torneio.

O primeiro tempo foi de equilíbrio entre as equipes. Apesar da maior posse de bola do time da casa, quem chegou com mais perigo foi o Vozão. A melhor chance dos visitantes veio 29 minutos, com Nino Paraíba. O lateral aproveitou a falha de Léo e finalizou dentro da pequena área, porém a bola foi na trave de Felipe Alves. Na ida para os vestiários, os torcedores presentes no estádio vaiaram os jogadores tricolores.

O único gol da partida aconteceu apenas na etapa final. O São Paulo voltou do intervalo melhor, criou mais chances e balançou as redes com Nikão, fazendo valer a "lei do ex". O meio-campista entrou no segundo tempo e precisou apenas de cinco minutos em campo para marcar. Na entrada da área, o camisa 10 acertou um belo chute, sem chances para João Ricardo.

Logo na sequência, o Tricolor teve a chance de ampliar o placar: Victor Luís acertou uma cotovelada em Calleri e a arbitragem marcou pênalti. O próprio atacante foi para a cobrança e desperdiçou, com o camisa 1 alvinegro pulando para o lado certo e deixando o Ceará vivo no mata-mata.

A partida de volta acontece na próxima quarta-feira (10), na Arena Castelão. O São Paulo precisa apenas de um empate para ir à semifinal. O Ceará, por sua vez, precisa vencer por dois gols de diferença. Caso vença por apenas um gol, a vaga será decidida nas penalidades.

facebooktwitterreddit