Futebol brasileiro

Calendário do futebol brasileiro em 2022 é pauta de reunião - veja a proposta feita pela CBF

Vitor Beloti
Copa do Mundo provoca mudanças importantes nas datas
Copa do Mundo provoca mudanças importantes nas datas / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

Nesta quinta feira (04), a cúpula da Confederação Brasileira de Futebol se reuniu com os 27 presidentes das federações estaduais e com os representantes dos 40 clubes que estão divididos entre a Série A e B do Campeonato Brasileiro. Qual o motivo do debate? O calendário nacional de 2022, ano no qual será disputada a Copa do Mundo do Qatar.

De acordo com a primeira proposta da entidade, os Estaduais começariam no dia 26 de janeiro, enquanto o Brasileirão da Série A teria início no dia 10 de abril, e o da Série B, um dia antes - terminariam em 13 e 5 de novembro, respectivamente. Além disso, a Copa do Brasil, torneio seria disputada entre os dias 23 de fevereiro e 19 de outubro.

Tite Técnico Seleção Brasileira Eliminatórias Copa do Mundo
Tite irá anunciar os convocados para a primeira data FIFA de 2022 em janeiro / Bruna Prado/GettyImages

Para evitar conflitos com o calendário da Seleção Brasileira, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ao lado de Luiz Eduardo Baptista - vice presidente de relações externas do clube -, colocou em pauta a antecipação do início dos Estaduais em uma semana e meia. Caso essa proposta seja aprovada pela CBF, teriam início no dia 15 de janeiro.

Na proposta colocada na mesa pela confederação nacional, das oito datas Fifa programadas para 2022, apenas três delas não afetariam os clubes brasileiros na cedência de jogadores para suas respectivas seleções. Além disso, caso os Estaduais comecem no dia 26 de janeiro, como foi o alento feito pela entidade, os times serão prejudicados pelas convocações para as Eliminatórias para a Mundial.

Rodolfo Landim Presidente Flamengo
Presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, fez nova proposta para a CBF / Daniel Apuy/GettyImages

Apesar da CBF informar que irá estudar a proposta feita pela diretoria do Flamengo, as chances são mínimas para que haja uma mudança no calendário de 2022, até pelo fato de que grande parte das federações estaduais preferiram os termos da Confederação Brasileira de Futebol.

facebooktwitterreddit