Futebol brasileiro

Bruno Guimarães e mais 10: relembre os titulares do Athletico-PR na última final de Copa do Brasil

Antonio Mota
Com Bruno Guimarães, Rony e cia, o Athletico-PR de 2019 tinha um elenco bastante diferente do que tem nesta temporada.
Com Bruno Guimarães, Rony e cia, o Athletico-PR de 2019 tinha um elenco bastante diferente do que tem nesta temporada. / Lucas Uebel/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Athletico Paranaense fez o seu jogo e venceu o Flamengo por 3 a 0, no Maracanã, na noite da última quarta-feira (27), e garantiu vaga na finalíssima da Copa do Brasil de 2021, onde vai encontrar o Atlético-MG. O Furacão de Alberto Valentim superou expectativas, deixou adversários poderosos pelo caminho e se classificou para a terceira final do torneio mais democrático do país de sua história.

Em 2019 o técnico era Tiago Nunes e muita coisa mudou desde então. Que tal fazer uma viagem no tempo?

1. Santos

Santos  Athletico Copa Brasil
Santos também era o goleiro do Athletico na decisão da Copa do Brasil de 2019. / ITAMAR AGUIAR/GettyImages

Formado no próprio Athletico, Santos defende o escudo vermelho e preto há mais de uma década e, claro, participou da histórica decisão da Copa do Brasil de 2019. Aos 31 anos, o arqueiro segue sendo peça-chave do clube da Arena da Baixada.

2. Khellven (Madson)

Khellven Athletico
Aos 20 anos, Khellven é uma promessa do próprio Furacão / ITAMAR AGUIAR/GettyImages

Embora tenha feito uma lambança no Maracanã contra o Flamengo, sendo expulso após menos de cinco minutos em campo, Khellven já tem muita história para contar no Athletico. Em 2019, o lateral-direito foi titular e ajudou o clube a ser campeão diante do Internacional na Copa do Brasil.

Ele, no fim, acabou cedendo sua vaga para o veloz Madson, que atualmente está no Santos.

3. Robson Bambu

Paolo Guerrero, Robson Bambu
Com passagem pela base da seleção brasileira, Robson Bambu despertou interesse europeu e foi embora / Lucas Uebel/GettyImages

Após deixar o Santos, Robson Bambu chegou ao Athletico para se firmar como um dos zagueiros mais promissores em atividade no país, e assim o fez. No Furacão, o defensor cresceu, conquistou a Copa do Brasil e ainda conseguiu uma passagem para a Europa. Hoje, ele atua no Nice, da França.

4. Léo Pereira

Léo Pereira
Léo Pereira era visto como um dos melhores zagueiros do Brasil e hoje é contestado no Flamengo / Lucas Uebel/GettyImages

Um dos grandes personagens do Athletico em 2019, Léo Pereira foi peça importante da equipe na Copa do Brasil daquele ano. Firme e muito eficiente, o zagueiro era o dono do sistema defensivo na Arena da Baixada. Atualmente, ele defende o Flamengo e ainda procura reencontrar o futebol que o marcou em Curitiba.

5. Márcio Azevedo

Márcio Azevedo Márcio Azevedo
O veterano Márcio Azevedo está na segunda passagem pelo rubro-negrao / Lucas Uebel/GettyImages

O lateral-esquerdo Márcio Azevedo chegou ao Athletico em 2018 e, desde então, tem vivido de altos e baixos. O jogador que está com 35 anos já disputou 153 jogos com a camisa athleticana e tenta passar ao elenco experiência adquirida na Europa, quando jogou no Paok (Grécia) e Metalist (Ucrânia).

6. Wellington

Wellington
Volante era o capitão do Athletico-PR e levantou a taça contra o Inter / Lucas Uebel/GettyImages

Cria do São Paulo, o meio-campista Wellington defendeu o Athletico-PR entre 2018 e 2020, quando entrou em campo 109 vezes. Neste período, o volante participou das principais conquistas do clube - Conmebol Sul-Americana e a Copa do Brasil de 2019. Além disso, atuou por Vasco e Internacional, está com 30 anos e pertence ao Fluminense.

7. Léo Cittadini

Leo Cittadini
Léo Cittadini chegou ao Furacão em 2019 e tem 27 anos / Alexandre Schneider/GettyImages

Menino da Vila, Léo Cittadini decidiu mudar de ares e trocou Santos por Curitiba em 2019. De lá para cá, o meio-campista que também jogou na Ponte Preta se encaixou como uma luva ao clube e se destacou aos olhos do país em especial na Copa do Brasil daquele ano.

8. Bruno Guimarães

Bruno Guimarães
Bruno Guimarães foi campeão olímpico em Tóquio / Lucas Uebel/GettyImages

Um dos ícones da campanha vitoriosa é Bruno Guimarães. Em 2019, o meio-campista viveu um ano espetacular e se despediu após 106 jogos e 10 gols. Ele bateu o pênalti na disputa que eliminou o Flamengo de Jorge Jesus do torneio e encaminhou a vaga para a decisão. Hoje, ele defende o Lyon e aparece com frequência nas convocações da seleção brasileira.

9. Nikão

Nikao
Carrasco do Flamengo ao marcar dois gols na semifinal, Nikão está perto de completar 300 jogos no Furacão / Buda Mendes/GettyImages

Aos 29 anos, Nikão vive uma das melhores da carreira no Athletico, mas essa história não começou nesta temporada. De 2015 para cá, o meia-atacante encontrou o seu espaço na Arena da Baixada e participou de grandes conquistas, como a Sul-Americana e a Copa do Brasil. É ídolo do clube e antes de desembarcar em Curitiba jogou em clubes como Ponte Preta e América-MG. Mineiro de Montes Claros, tem passagem pelas categorias de base de Santos e Palmeiras.

10. Rony

Rony
Cobiçado por vários clubes após as conquistas de 2019, atacante acertou com o Palmeiras / Lucas Uebel/GettyImages

Pouco aproveitado no Cruzeiro, Rony esteve no Náutico e no futebol japonês antes de "explodir" no Athletico. Em Curitiba o arrisco atacante de 26 anos logo apareceu no radar de outros times do país, sobretudo após tudo o que fez na Copa do Brasil de 2019, até que foi contratado pelo Palmeiras em fevereiro do ano seguinte e segue no clube até hoje.

11. Marco Ruben (Marcelo Cirino)

Marco Ruben
Marco Ruben viveu um grande ano no Athletico em 2019. / Buda Mendes/GettyImages

O argentino Marco Ruben defendeu o Athletico-PR em apenas uma temporada, mas essa já foi suficiente para o centroavante escrever o seu nome na história do clube. Em 2019, o atleta viveu um ano ímpar e de destaque no Furacão, sendo decisivo na conquista da Copa do Brasil, e deixou o Paraná após 42 jogos, 13 gols e duas assistências para voltar ao Rosario Central. onde foi revelado e virou ídolo.

facebooktwitterreddit