Brilho de Honda em 'nova função' intensifica debate sobre sua utilização no Botafogo

Nathália Almeida
2020 Brasileirao Series A:  Botafogo v Vasco da Gama Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus
2020 Brasileirao Series A: Botafogo v Vasco da Gama Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus / Bruna Prado/Getty Images
facebooktwitterreddit

Substituído por Paulo Autuori ainda no primeiro tempo da partida contra o Vasco, no último final de semana, pela décima rodada do Brasileirão 2020, Keisuke Honda não demorou nadinha para dar a volta por cima no Botafogo: foi o grande nome da equipe alvinegra na vitória de ontem por 1 a 0 contra o mesmo adversário, em jogo de ida válido pela quarta fase da Copa do Brasil.

Com 96% de precisão nos passes curtos, 100% de acerto nas bolas longas, cinco desarmes e 86% dos duelos vencidos - estatísticas levantadas pelo portal 'SofaScore' -, o japonês foi o maestro do Glorioso diante do arquirrival, ainda participando diretamente da jogada do gol de Matheus Babi. Como destaca o UOL Esportes, a grande atuação de Honda foi bastante celebrada pelos torcedores alvinegros nas redes sociais, reaquecendo um debate sobre seu aproveitamento que se arrasta desde o início da temporada.

2020 Brasileirao Series A:  Botafogo v Vasco da Gama Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus
2020 Brasileirao Series A: Botafogo v Vasco da Gama Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus / Bruna Prado/Getty Images

No jogo de domingo, quando foi sacado por Autuori ainda no primeiro tempo, Honda atuou mais recuado, próximo de Caio Alexandre. Apesar de ter ótima noção de marcação e posicionamento, é evidente que o camisa 4 não tem suas principais qualidades aproveitadas atuando nesta faixa do campo. Já no confronto pela Copa do Brasil, a comissão técnica deu mais liberdade ao japonês, que atuou mais próximo dos atacantes. O resultado final foi este que vimos: passes verticais, muita participação na criação ofensiva e status de melhor da partida.

O Glorioso volta a campo já no próximo domingo (20), contra o Santos, pela rodada 11 do Brasileirão 2020.

facebooktwitterreddit