Botafogo entra com pedido de recuperação judicial após não captar quantia necessária para S/A

Oct 23, 2020, 1:18 PM GMT-3
Pedro Raul
2020 Brasileirao Series A: Botafogo v Palmeiras Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Bruna Prado/Getty Images
facebooktwitterreddit

O Botafogo anunciou há certo tempo o desejo de tornar S/A. Para que o plano fosse concretizado, seria necessário que o clube captasse cerca de 250 milhões de reais em investimentos. Entretanto, o clube não atingiu a quantia estabelecida e agora pensa em como reverter a situação para que o plano não seja deixado de lado.

Dessa forma, o clube entrou com um pedido de recuperação judicial. Para que o torcedor entenda com mais clareza a situação, recuperação judicial é uma espécie de reorganização econômica, financeira e administrativa, mediada pela Justiça, para que seja evitada uma possível falência. Em outras palavras, o devedor, no caso o Botafogo, negociará com os credores, no caso os que aguardam os pagamentos das dívidas do Botafogo. Esse processo inclui uma renegociação das dívidas e o estabelecimente de uma data para o pagamento do novo valor. Toda essa negociação é acompanhada de perto pelo poder público.

Mesmo sendo vista por diretores do Botafogo como uma alternativa viável, a recuperação é um processo muito arriscado, ainda mais tratando-se de um clube com tantos problemas financeiros como o Botafogo. Caso a proposta do credores (uma das etapas do processo de recuperação judicial) seja reprovada, o Botafogo terá sua falência decretada. O clube será rebaixado para a última divisão do Campeonato Brasileiro e todos os seus bens serão vendidos.

Botafogo v America MG - Serie A
Botafogo v America MG - Serie A | Buda Mendes/Getty Images

Portanto, será preciso muita cautela e inteligência por parte da equipe para que o processo ocorra de maneira a não prejudicar ainda mais o Botafogo. Caso o resultado final seja positivo, o clube terá melhores condições para se reestruturar e buscar dias melhores.

Essa notícia teve como base um estudo feito pelo Blog do Rodrigo Campelo, divulgado pelo GE.

facebooktwitterreddit