Bolsonaro desaprova falta de atuação de Landim para aprovação de MP do Mandante

Fabio Utz
Bolsonaro Makes Announcement at Alvorada Palace Amidst the Coronavirus (COVID - 19) Pandemic
Bolsonaro Makes Announcement at Alvorada Palace Amidst the Coronavirus (COVID - 19) Pandemic / Andressa Anholete/Getty Images
facebooktwitterreddit

O Flamengo conseguiu o que queria de Jair Bolsonaro. Através da Medida Provisória 984, assinada pelo presidente, garantiu que, em território brasileiro, a negociação dos direitos de transmissssão de jogos passasse a ser uma garantia da equipe mandante. Pois agora o político está "de cara" com Rodolfo Landim, principal figura política do Rubro-Negro.

DANIEL RAMALHO/Getty Images

Na visão de Bolsonaro, o presidente flamenguista não liderou a chamada ofensiva para aprovação do texto no Congresso Nacional. Com isso, o que aconteceu foi uma "queima de cartucho" contra a Globo. E, no fim das contas, a MP em nada serviu para aumentar a concorrência entre as emissoras por um produto considerado dos mais valiosos dentro do território nacional.

Bruna Prado/Getty Images

Segundo a coluna Radar, da Veja, o Palácio do Planalto já trabalha com a ideia de que o texto irá, sim, caducar. Ele irá perder validade na metade de outubro e, até o momento, não existe nenhuma movimentação entre os parlamentares para colocá-lo em votação. "A saída seria editar a MP novamente no início do ano que vem, já com Rodrigo Maia, opositor do texto, fora da presidência da Câmara. Landim tentou pedir isso na última semana a Bolsonaro, mas o presidente desconversou e desmarcou o encontro com o presidente do Flamengo", conclui a reportagem.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

Para mais notícias do Flamengo, clique aqui.

facebooktwitterreddit