Futebol Internacional

Bilionário 'fura prazo' e faz maior oferta pela aquisição do Chelsea até agora, mas esbarra no 'favorito'

Lucas Humberto
Empresário de sucesso,  Ratcliffe acenou aos Blues com 4,2 bilhões de libras
Empresário de sucesso, Ratcliffe acenou aos Blues com 4,2 bilhões de libras / TOLGA AKMEN/GettyImages
facebooktwitterreddit

Em atraso vale? Duas semanas após o prazo para realizar ofertas em prol da aquisição do Chelsea expirar, o gigante londrino recebeu um aceno de incríveis 4,2 bilhões de libras - aproximadamente R$ 26 bilhões. Quem colocou cifras tão expressivas em jogo foi o bilionário Jim Ratcliffe, dono de uma empresa petroquímica chamada Ineos.

Sir Jim Ratcliffe Lewis Hamilton Chelsea
Ratcliffe tem outros grandes investimentos no ramo esportivo / Pool/GettyImages

Eleito o homem mais rico da Inglaterra em 2021, pela revista Forbes, o bilionário, além do montante inicial, propôs investir 2,5 bilhões de libras, cerca de R$ 15,4 bilhões, em um fundo de apoio às vítimas da guerra na Ucrânia. Mais 1,7 bilhão de libras (aproximadamente R$ 10 bilhões) será usado para investimento no clube ao longo de uma década.

Por meio de comunicado nesta sexta-feira (29), a empresa confirmou a oferta que, aliás, excede os três consórcios restantes que estão na disputa para comprar o time de Stamford Bridge. "Sir Jim Ratcliffe, presidente da INEOS, fez uma oferta formal pelo Chelsea FC, por £ 4,25 bilhões", confirmou a nota. "Esta é uma oferta britânica para um clube britânico", completou.

Mason Mount Chelsea Manchester United Premier League
Chelsea empatou com o Manchester United na última rodada da Premier League / Matthew Ashton - AMA/GettyImages

"Acreditamos que um clube é maior do que seus proprietários, que são guardiões temporários de uma grande tradição, com responsabilidade para com os torcedores e a comunidade", completou. Há, contudo, um grande favorito do Grupo Raine, a organização responsável por conduzir o processo de venda.

Todd Boehly Chelsea
Boehly, à direta, é considerado um dos favoritos no processo de compra / Michael Kovac/GettyImages

Segundo informações do Wall Street Journal, o consórcio liderado pelo empresário Todd Boehly está à frente dos concorrentes e, portanto, terá a chance de manter conversas exclusivas sobre a aquisição. Resta saber agora qual será o posicionamento do grupo depois da chegada dos milhões de libras de Ratcliffe.

facebooktwitterreddit