Copa América Feminina

Bia Zaneratto fala sobre renovação da Seleção Brasileira: "Não temos uma peça, mas um grupo"

Maria Victoria Poli
Bia Zaneratto, atacante do Brasil, tem dois gols marcados na Copa América Feminina
Bia Zaneratto, atacante do Brasil, tem dois gols marcados na Copa América Feminina / Gabriel Aponte/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Brasil entra em campo contra o Paraguai amanhã (26), no Estádio Alfonso López, em Bucamaranga, Colômbia, pela semifinal da Copa América. A partida começa às 21h (de Brasília), com transmissão do SBT na TV aberta e no SporTV na TV paga. Durante o treino da Seleção Brasileira, Bia Zaneratto falou com os jornalistas sobre a expectativa para o jogo: a vitória, além de uma vaga na final, garante à seleção a classificação para a Copa do Mundo de 2023, na Austrália e Nova Zelândia, e também um lugar nos Jogos Olímpicos de 2024, em Paris.

"A gente sabe da importância desse jogo e o que ela traz na sequência: uma vaga na Olimpíada e no Mundial. Estamos nos preparando muito para essa partida e temos certeza que conseguiremos sair com a vitória e, consequentemente, com essas vagas", disse a atacante.

A jogadora, hoje no Palmeiras, faz parte da transição e renovação da Seleção Brasileira. Estreou no time principal em 2015 e tem no currículo os Jogos Olímpicos do Rio 2016, os Jogos de Tóquio 2020 e o título da Copa América de 2018. Forte candidata a ser uma das "caras" da nova geração das Guerreiras do Brasil, a atleta de 28 anos falou sobre o momento da equipe, que joga o torneio sem atletas que por anos estamparam toda e qualquer menção - ou mesmo pensamento - a respeito da Seleção, como Marta e Formiga.

"Sabemos da importância e referência de todas elas, mas hoje viemos com um grupo. Hoje a gente joga em conjunto para trazer bons resultados e sair com a vitória", disse Bia.

"Falamos que não temos uma peça, mas sim um grupo, para juntas podermos conquistar coisas que, às vezes, era só através de uma referência."

Bia Zaneratto, atacante da Seleção

O jogo também marca um momento importante na carreira de Zaneratto, que completará 100 jogos com a camisa da Seleção. "Fico muito feliz de completar 100 jogos vestindo a camisa da Seleção num momento tão importante, como vai ser essa partida contra o Paraguai. Vai se tornar ainda mais especial. Quero concretizar ela com uma vitória e, se Deus abençoar, com um gol, que vai ser muito lindo para mim, para minha família e por todos aqueles que torcem por mim".

Treino da Seleção Brasileira em Bucaramanga, Colômbia
A Seleção Brasileira treinou na Universidad Industrial de Santander, em Bucaramanga, Colômbia / Pedro Andrade/Prensa UIS

Programação da Seleção Brasileira

A Seleção Brasileira fez hoje (25) seu último treino antes da semifinal da Copa América Feminina. A atividade, que aconteceu na Universidad Industrial de Santander, em Bucaramanga, na Colômbia, teve apenas os primeiros 15 minutos abertos para imprensa e não contou com atendimento de jogadoras.

Ontem, no domingo (24), a técnica Pia Sundhage comandou um treino às 11h da manhã do horário local. Depois do aquecimento, as atletas foram divididas em dois grupos: do lado esquerdo do campo, as jogadoras da defesa fizeram movimentações para afastar cruzamentos pelo alto e, depois, por baixo. Do lado direito, fundamentos de ataque: jogadas ofensivas começando no meio de campo, com passes para as alas, que afundavam até a linha de fundo e cruzavam para o meio da área.

Depois, jogo em campo reduzido. O time que Pia esboça como titular jogou sem colete, composto por Lorena; Antônia, Tainara, Rafaelle e Tamires, Angelina, Ary Borges e Kerolin; Adriana, Debinha e Bia. Ao longo da atividade, Geyse, Duda Santos e Duda Francelino entraram.

A Seleção volta a campo nesta terça, às 21h (de Brasília), contra o Paraguai.

facebooktwitterreddit