Copa do Brasil

Atlético-MG tem elenco quatro vezes mais valioso que o Fortaleza; Fla é o mais caro das semis da Copa do Brasil

Antonio Mota
Hulk é um dos destaques do Galo, mas o mais valioso do elenco é um dos estrangeiros recém-contratados
Hulk é um dos destaques do Galo, mas o mais valioso do elenco é um dos estrangeiros recém-contratados / Fernando Moreno/Agif/Gazeta Press/VoltaxImages
facebooktwitterreddit

Rufem os tambores... As semifinais da Copa do Brasil de 2021 vão começar. Nesta quarta-feira, 20, Flamengo, Athletico-PR, Atlético-MG e Fortaleza iniciam a corrida rumo à tão aguardada final do torneio mais democrático do país: o Furacão e o Fla se enfrentam na Arena da Baixada, enquanto o Galo e o Leão do Pici vão jogar no Mineirão. Ambos os confrontos estão marcados para começar às 21h30 (de Brasília).

E, antes mesmo da bola rolar, é possível notar uma característica “extracampo” comum em ambos os embates: a diferença extremamente significativa em valor de mercado que existe entre os elencos dos clubes, sobretudo entre os adversários diretos das semifinais. O Atlético-MG, por exemplo, tem um plantel mais de quatro vezes mais valioso que o Fortaleza.

Atualmente, o alvinegro mineiro tem o seu elenco avaliado em 98,45 milhões de euros (cerca de R$ 636 milhões na cotação atual). O Tricolor, por sua vez, conta com um grupo bem menos valorizado no mercado, com preço estipulado em 22,23 milhões de euros (R$ 143 milhões). Ou seja, Cuca gerencia um plantel quase R$ 500 milhões mais caro do que Juan Pablo Vojvoda possui nas mãos.

Outro detalhe deste confronto: o jogador mais caro do Atlético, Matías Zaracho, tem mais do que o dobro de valor de mercado do que o atleta mais valioso do Fortaleza, Éderson. O argentino tem o seu preço estipulado em 9 milhões de euros (R$ 58 mi), enquanto o volante do Leão custa “apenas” 4 milhões de euros (R$ 25 mi).  

Gabriel Barbosa Flamengo Copa Brasil Atlético Athletico Fortaleza
Gabigol, sozinho, tem o valor de mercado superior ao elenco completo do Fortaleza. / Wagner Meier/GettyImages

A diferença de valor de mercado entre os elencos também é nítida no embate rubro-negro das semis da Copa do Brasil. O Flamengo, que é dono do plantel mais caro do país, detém um grupo de jogadores mais de duas vezes mais custoso que o Athletico-PR. O plantel do clube do Rio de Janeiro está avaliado em 148,6 milhões de euros (mais de R$ 956 milhões), enquanto o do Furacão tem o seu preço definido em 55,9 milhões de euros (R$ 361 milhões).  

Nem Hulk nem Diego Costa: argentino é o mais valioso do Galo

Além disso, o jogador mais caro do Fla, Gabriel Barbosa, que é o atleta mais valioso da América do Sul, é mais de três vezes mais valioso do que o futebolista mais bem cotado do time do Paraná, Abner. O atacante tem o seu valor de mercado em 26 milhões de euros (R$ 96,9 mi) – montante superior a todo o elenco do Fortaleza –, e o lateral em 7,5 milhões de euros (R$ 48,4 mi).  

Os números – coletado no site "Transfermarkt" – mostram que existe uma diferença muito grande de investimento entre os semifinalistas da Copa do Brasil. Mas, no campo e bola, tudo pode acontecer.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit