Brasileirao Série A

Atlético-MG para na trave, Pedro Raul ofusca estrela de Hulk e Goiás quebra tabu de 13 anos no Mineirão

Bia Palumbo
Pedro Raul marcou o único gol do jogo entre Atlético-MG e Goiás no Mineirão
Pedro Raul marcou o único gol do jogo entre Atlético-MG e Goiás no Mineirão / Fernando Moreno/AGIF/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Atual campeão brasileiro, o Atlético-MG vive o pior momento da temporada e voltou a decepcionar sua torcida neste sábado (20), quando sofreu a sexta derrota no campeonato, ao perder por 1 a 0 para o Goiás. E quem balançou a rede foi Pedro Raul, atacante que chegou a 12 gols, um a menos do que o artilheiro Germán Cano, do Fluminense.

O Esmeraldino não ganhava fora de casa há sete jogos. E o jejum contra o Galo no Mineirão durava mais de uma década - isso não acontecia desde julho de 2009, quando Iarley fez o gol da vitória.

"Foi uma vitória gigante do nosso time para mostrar que nosso grupo é forte, independente de onde joga mantemos uma identidade. O pessoal da zaga foi impecável e dedico a vitória ao restante do elenco que foi muito importante hoje."

Pedro Raul, atacante do Goiás

Cerca de 31 mil torcedores foram ao Mineirão. No primeiro tempo o Atlético incomodou bastante o goleiro Tadeu, principalmente em finalizações de Keno e Zaracho, que acertou a trave ao tentar um voleio. Nacho Fernández também quase abriu o placar em chute rasteiro que saiu rente ao poste e Pavón concluiu mal quando entrou livre na área.

O Galo tomou a iniciativa da partida, mas o Goiás também cumpriu seu papel de se fechar e só conseguia chegar na bola parada, visto que encontrava dificuldade para encaixar um contra-ataque. No total foram 10 finalizações dos donos da casa contra apenas uma do rival.

Depois do intervalo a história mudou, tanto que Dadá Belmonte e Vinicius obrigaram Everson a trabalhar logo nos primeiros três minutos. E uma falha defensiva foi crucial para decidir a partida. Após longo lançamento, Mariano cabeceou para trás, Vinicius roubou a bola e serviu Pedro Raul, que empurrou para o fundo da rede.

O gol sofrido não intimidou o Atlético, que continuou pressionando o adversário, mas deixava espaços. Cuca sacou Mariano e colocou Pedrinho, Alan Kardec também se movimentou bastante e Ademir também foi para o jogo. Jair Ventura respondeu reforçando a defesa com Lucas Halter, mas quem teve as melhores chances foi o Galo, em outra bola na trave, desta vez de Kardec, e um chute que Eduardo Sasha - que substituiu o apagado Hulk - recebeu de frente para a meta e chutou por cima do gol.

A arbitragem capitaneada por Vinicius Gonçalves Dias Araujo ainda deu sete minutos de acréscimos, mas nem assim o alvinegro conseguiu empatar e saiu vaiado de campo.

Derrotado, o Galo perde a chance de entrar no G-6 e pode ver a diferença para o pelotão de cima aumentar ainda nesta rodada. São 35 pontos até agora, um a menos do que o Inter (6º), que só joga na segunda-feira (22). Já o Goiás chegou a 29 pontos e está em 11º.

No próximo final de semana ambos possuem clássicos pela frente. No domingo (28) o Galo visita o América-MG no Independência, enquanto o Esmeraldino entra em campo na véspera, quando recebe o Atlético-GO na Serrinha.

facebooktwitterreddit