Brasileirao Série A

Athletico vence Coritiba com pênalti no minuto final; clássico no Couto Pereira termina em confusão

Nathália Almeida
Athletico venceu o Coritiba por 1 a 0, no Couto Pereira
Athletico venceu o Coritiba por 1 a 0, no Couto Pereira / GERALDO BUBNIAK/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Marca infeliz do futebol brasileiro, o domingo (19) de Série A foi marcado por controvérsias e polêmicas de arbitragem em vários gramados pelo país, dentre eles o Couto Pereira, palco do primeiro Atletiba deste Brasileirão 2022.

Jogando em casa e contando com o apoio de seu torcedor, o Coritiba dominou as ações em grande parte do clássico e foi superior em todas as estatísticas do confronto, mas não naquela considerada como mais importante: gols marcados. Resiliente como seu atual treinador, o Athletico-PR soube resistir à pressão do rival e foi beneficiado por uma penalidade no minuto final da partida - marcada por Luiz Flávio de Oliveira com ajuda do VAR -, e convertida por Khellven.

Ainda houve tempo para, em uma bola alçada na área do Furacão, o time da casa reivindicar pênalti em Léo Gamalho por um suposto tapa no rosto. O protesto foi ignorado por Luiz Flávio, que optou por encerrar partida sem nem mesmo consultar o VAR. Enfurecidos, os jogadores do Coxa cercaram o árbitro e houve até mesmo empurrões no profissional, que acabou expulsando o atacante Warley após o apito final.

A suada vitória na casa do arquirrival levou o Furacão à quarta colocação provisória do Brasileirão, com 21 pontos conquistados. O Coritiba, que somou sua terceira derrota consecutiva no torneio, estacionou na 14ª colocação com 15 pontos totais.

facebooktwitterreddit