Copa do Brasil

Athletico-PR mantém sete jogadores do elenco campeão em 2019 na luta pelo bi da Copa do Brasil

Lucas Humberto
Thiago Heleno e Erick são dois dos remanescentes do título da Copa do Brasil de 2019 que seguem no elenco do Furacão
Thiago Heleno e Erick são dois dos remanescentes do título da Copa do Brasil de 2019 que seguem no elenco do Furacão / ERNESTO RYAN/GettyImages
facebooktwitterreddit

Apesar das grandes e irreparáveis mudanças que o mundo sofreu entre 2019 e 2021, certos ciclos se repetem. Um deles foi visto na noite desta quarta-feira (27), quando o Athletico-PR novamente eliminou o Flamengo da Copa do Brasil ao vencer por 3 a 0 em pleno Maracanã.

Apesar das fases terem sido diferentes - há dois anos a disputa entre rubro-negros era pelas quartas de final -, há semelhanças no elenco que novamente será protagonista da grande decisão.

1. Santos

Gigante e responsável pela barreira que nenhum flamenguista conseguiu furar na noite desta quarta, o goleiro já havia brilhado em 2019. À época, além das atuações seguras nos tempos regulamentares, Santos defendeu as cobranças de Diego e Everton Ribeiro, o que foi determinante para sequência do Furacão na Copa do Brasil. Déjà vu?

2. Márcio Azevedo

Marcio Azevedo Athletico-PR Abner Flamengo Copa do Brasil
Márcio Azevedo perdeu seu posto de titular / Alexandre Schneider/GettyImages

Reserva nos dois duelos derradeiros da semifinal de 2021, Márcio Azevedo viu o jovem Abner crescer na lateral e, atualmente, costuma ser uma opção no banco. Em 2019, ele teve atuação segura até a reta final, quando deixou os gramados para a entrada do argentino Lucho González.

3. Nikão

Nikão Athletico-PR Copa do Brasil Flamengo
Nikão sacramentou a classificação do Furacão / Pool/GettyImages

Carrasco do Mais Querido e autor dos dois gols que calaram o Maracanã, Nikão superou a atuação de 2019, quando foi substituído por Bruno Nazário, que deu assistências para o gol de Rony. As voltas que o mundo dá...

4. Erick

Andreas Pereira Erick Athletico-PR Flamengo Copa do Brasil
Erick desempenhou bom papel no auxílio ao setor defensivo / Buda Mendes/GettyImages

Se hoje Erick faz parte do pelotão de titulares, em 2019 a situação era bem diferente. Apesar de algumas críticas pontuais por parte da torcida, o meio-campista teve atuações seguras diante do Flamengo, sobretudo no auxílio ao sistema defensivo.

5. Léo Cittadini

Outro nome que não apareceu no XI inicial há dois anos, mas que hoje se porta como um dos pilares do Furacão. Com entrega, polivalência e qualidade, o meio-campista parecia estar em todos os lugares do campo nesta quarta e conseguiu atrapalhar o time da Gávea em cada um eles. Vai brilhar na final?

6. Thiago Heleno

Filipe Luís Thiago Heleno Flamengo Athletico-PR Copa do Brasil
Thiago Heleno teve atuação impecável / Buda Mendes/GettyImages

Ninguém é chamado de "general" por acaso, certo? Se em 2019 o zagueiro estava cumprindo suspensão por doping, em 2021 ele não só teve destaque individual como conseguiu anular o poderoso setor ofensivo do Flamengo formado por Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol. Partida de almanaque do capitão e confiança lá em cima para a grande decisão.

7. Khellven

Khellven Athletico-PR Flamengo Copa do Brasil
Jovem lateral foi expulso com cerca de cinco minutos em campo / HEULER ANDREY/GettyImages

A noite do lateral Khellven até pode não ter sido boa - ele foi expulso com cerca de cinco minutos em campo -, mas isso não anula seus feitos enquanto remanescentes da vitoriosa campanha de 2019. Aos 20 anos, o jogador parte em rumo da segunda decisão do torneio. Vem bicampeonato por aí?

facebooktwitterreddit