Listas

As seleções mais fortes da história que ficaram de fora de uma Copa do Mundo

Matheus Nunes
A seleção italiana ficará de fora da Copa pela segunda vez seguida
A seleção italiana ficará de fora da Copa pela segunda vez seguida / Claudio Villa/GettyImages
facebooktwitterreddit

A derrota da Itália para a Macedônia do Norte, que resultou na eliminação da Azzurra em sua busca por vaga à Copa do Mundo, com certeza será lembrada por muitos anos, já que a equipe é formada por grandes craques do futebol e vinha embalada pela conquista da última Eurocopa. Porém, esta não é a primeira vez que times considerados fortes ficam de fora do Mundial. O 90min lista, a seguir, oito seleções repletas de bons jogadores que também não conseguiram a classificação.

1. Espanha (1958)

Alfredo Di Stefano
Di Stefano era o principal jogador daquela equipe / Central Press/GettyImages

Com Alfredo Di Stéfano e companhia, a seleção espanhola conseguiu a proeza de não se classificar para a Copa de 1958, realizada na Suécia. Na fase classificatória, a equipe não conseguiu derrotar a Escócia, deixando escapar a vaga.

2. Argentina (1970)

A seleção argentina ficou de fora da Copa do Mundo de 1970 - que viria a ser conquistada pelo Brasil -, após empatar com o Peru e ficar em último no seu grupo, que ainda tinha a fraca Bolívia. Foi a última vez que os hermanos não participaram do Mundial.

3. Inglaterra (1974 e 1994)

POLAND V ENGLAND
Inglaterra não participou do Mundial de 1994 / Shaun Botterill/GettyImages

Os anos de 1974 e 1994 foram marcantes para a Inglaterra, porém de forma negativa. Nas duas ocasiões, a seleção do "país que inventou o futebol" foi superada pelos seus adversários - considerados mais fracos - e as eliminações entraram para a história do país.

4. Portugal (1970 e 1998)

Luis Figo of Portugal
Nem mesmo o craque Figo foi capaz de mudar o rumo de Portugal em 1998 / Laurence Griffiths/GettyImages

A seleção de Portugal ainda não garantiu sua vaga para a Copa de 2022. No entanto, caso caia diante da Macedônia, não será a primeira eliminação inesperada da história lusa. A mais marcante foi em 1998, quando tinham um elenco de grandes craques como Rui Costa e Luís Figo, um dos mais fortes da Europa naquela época. Não bastou para irem ao Mundial.

5. França (1990 e 1994)

A ausência da França nas Copas de 1990 e 1994 foi muito dolorosa para o povo do país, contudo, acabou servindo de motivação para o time azul conquistar o Mundial de 1998. Jogando em casa e contando com uma geração talentosa comandada por Petit, Zidane, Henry, Djorkaeff e companhia, os Bleus se sagraram campeões pela primeira vez.

6. Uruguai (2006)

Dono de uma das camisas mais tradicionais do esporte, o Uruguai ficou de fora da Copa de 2006 após terminar as Eliminatórias Sul-Americanas na quinta posição. A Celeste ainda teve a chance de disputar a repescagem, mas acabou sendo derrotada pela Austrália.

7. Holanda (2018)

A Copa do Mundo de 2018 foi marcada por grandes ausências, uma delas da Holanda. Escola prestigiada do futebol mundial por seus craques e filosofia ofensiva de jogo, a seleção holandesa chegou na última fase da repescagem precisando de um milagre, mas caiu para Suécia.

8. Itália (2018)

Pra quem acha que a eliminação da Itália este ano foi dolorida, é só lembrar da edição passada do Mundial. A Azzurra não conseguiu passar pela Suécia na repescagem das Eliminatórias e foi eliminada precocemente.

facebooktwitterreddit