As 8 "quase contratações" mais aleatórias do futebol brasileiro

Matheus Nunes
Pirlo foi especulado no Palmeiras, mas a negociação não se concretizou
Pirlo foi especulado no Palmeiras, mas a negociação não se concretizou / Valerio Pennicino/GettyImages
facebooktwitterreddit

Em toda janela de transferências, os torcedores brasileiros ficam na expectativa de uma grande contratação para suas equipes. Nomes em baixa na Europa acabam virando alternativas para alguns clubes, mas nem sempre o desfecho tem o final feliz. Pensando nisso, o 90min separou a seguir as oito quase "contratações" mais aleatórias do futebol nacional.

1. Schweinsteiger no Santos

Dorival Júnior fez todo o possível para contratar um craque da Europa em 2017, quando comandava o Santos. Dentre muitos jogadores especulados, Schweinsteiger foi o nome mais forte na época, mas a diretoria santista se assustou com os valores surreais da negociação. O torcedor alvinegro ficou animado, mas tudo não passou de sonho.

2. Del Piero no Flamengo

O flerte entre Del Piero e Flamengo foi em 2013 e movimentou o mercado de transferências do ano. O clube carioca chegou a fazer proposta oficial pelo atacante italiano - com Zico intermediando as conversas -, mas o jogador preferiu permanecer na Austrália, frustrando expectativas dos torcedores rubro-negros.

3. Pirlo no Palmeiras

No fim da temporada 2015, o então presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, foi à "caça" de grandes contratações para o clube. O nome de Pirlo foi o mais especulado. A torcida palmeirense aprovou tanto a ideia que "invadiu" as redes sociais do jogador, pedindo para que ele acertasse com o clube paulista. Mas isso não aconteceu.

4. Drogba no Corinthians

A novela entre Drogba e Corinthians em 2017 durou muitos dias, mas teve um final dolorido para o coração dos corinthianos. O ex-atacante recusou uma oferta do Timão, que já via o marfinense vestindo as cores do clube.

5. Anelka no Atlético-MG

Talvez um dos episódios mais marcantes e hilários do futebol brasileiro. Em 2014, o então presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, anunciou em seu twitter a contratação de Nicolas Anelka. A postagem viralizou e todos os veículos midiáticos tomaram a chegada do francês como certa. Pouco depois, o jogador desmentiu o acerto. Anelka nunca foi do Galo.

6. Maradona do Santos

Em 1995, com o intermédio do Rei Pelé, o Santos abriu negociações com Maradona, mas o alto custo da transação não colocou as conversas à frente.

7. Falcão Garcia no Fluminense

Após voltar a disputar uma Libertadores em 2007, a diretoria do Fluminense buscava um reforço de peso e definiu seu alvo: Radamel Falcão Garcia, que na época vestia defendia o River Plate. Na hora de acertar bases salariais, o craque preferiu permanecer na Argentina.

8. Balotelli no Flamengo

O Flamengo se esforçou para contratar o atacante em 2019, mas ele acabou recusando a oferta do Rubro-Negro. A expectativa era de um final feliz, já que o clube vivia um momento mágico.

facebooktwitterreddit