Futebol Internacional

As 5 transferências mais caras do início do século 21

Antonio Mota
Luís Figo trocou o Barcelona pelo Real Madrid e revoltou parte da torcida culé
Luís Figo trocou o Barcelona pelo Real Madrid e revoltou parte da torcida culé / CHRISTOPHE SIMON/GettyImages
facebooktwitterreddit

O futebol se tornou um grande negócio nas últimas décadas, com o dinheiro ganhando, temporada após temporada, ainda mais relevância. Os clubes da Europa e de todo o mundo passaram a gastar mais e a investir quantias cada vez maiores em negociações e, consequentemente, as transferências dos jogadores também passaram a movimentar mais cifras.

No início do século, por exemplo, os negócios passavam longe dos 100 milhões de euros, valor que hoje é relativamente “comum”. A seguir, veja as 5 transferências mais caras do futebol mundial no começo do século – citando o recorte da temporada 2000/01. Mudou muito?

5. Marc Overmars - Barcelona - 29,3 milhões de euros

Barcelona Marc Overmars
Holandês despontou no Ajax e também jogou na Inglaterra antes de assinar com o Barça / Ben Radford/GettyImages

Após surgir na Holanda e passar pelo Arsenal, Marc Overmars foi cobiçado por diversos clubes da Europa e assinou com o Barcelona, que pagou 29,3 milhões de euros para tirá-lo da Terra da Rainha.

4. Nicolas Anelka - PSG - 34,5 milhões de euros

Nicolas Anelka PSG Futebol
Francês contabiliza 19 gols em 68 jogos pelo clube parisiense / PHILIPPE DESMAZES/GettyImages

O atacante revelado no Paris Saint-Germain se mudou ainda jovem para o Arsenal, que investiu cerca de 760 mil euros no negócio, em 1997. Na sequência, em 1999, o clube vendeu o francês ao Real Madrid por 35 milhões de euros. Porém, ele não correspondeu e logo foi repatriado pelo PSG, numa negociação de 34,5 milhões de euros, em 2000. Bom negócio para todos? Vale lembrar que o francês foi "ventilado" no Atlético-MG anos atrás.

3. Gabriel Batistuta - Roma - 36,15 milhões de euros

Roma Gabriel Batistuta
Argentino também atuou na Fiorentina e Inter de Milão no futebol italiano / Claudio Villa/ Grazia Neri/GettyImages

O centroavante marcou época no futebol mundial entre o início da década de 1990 e os anos 2000. Neste período, o goleador passou por clubes tradicionais como River Plate, Boca Juniors, Inter de Milão, Roma, dentre outros. Inclusive, foi um dos mais caros dos anos 2000, quando foi comprado por 36,15 milhões de euros pelo time da capital italiana.

2. Hernán Crespo - Lazio - 56,81 milhões de euros

Lazio Hernan Crespo
Crespo atuou a vida quase toda na Itália / CHRISTOPHE SIMON/GettyImages

Ex-técnico do São Paulo, o argentino atuou durante quase toda a carreira na Europa. Entre os anos 1990 e 2000, quando ainda trabalhava dentro das quatro linhas, o atacante passou por gigantes como Milan, Inter de Milão e Chelsea. No início do século, foi comprado pela Lazio, que pagou quase 57 milhões de euros para tê-lo. E o faro artilheiro seguiu apurado: 48 gols em 73 partidas.

1. Luís Figo - Real Madrid - 60 milhões de euros

Real Madrid Mercado Luis Figo
Luís Figo conquistou a torcida merengue / Clive Mason/GettyImages

O português se envolveu em uma negociação polêmica. Em 2000, o meia-atacante aceitou desafio e trocou o Barcelona pelo Real Madrid, numa negociação de 60 milhões de euros, valor surreal para a época. O craque, que surgiu no Sporting, deu o que falar na Espanha. Ao todo foram 245 jogos pelo clube merengue, quatro a menos do que com a camisa azul e grená.

facebooktwitterreddit