As 30 comemorações de gol mais icônicas da história

Antonio Mota
Ronaldinho, Pelé, CR7, Messi e outras lendas: veja 30 comemorações que marcaram época no futebol.
Ronaldinho, Pelé, CR7, Messi e outras lendas: veja 30 comemorações que marcaram época no futebol. / Luis Bagu/Getty Images
facebooktwitterreddit

O futebol é paixão, emoção, drama, arte, celebração... e o seu ápice vem no simples ato do gol. O gol é o ponto máximo do esporte mais amado do mundo, e isso faz com que celebrá-lo seja quase uma obrigação. Qual o sentido de ir às redes e não perder as estribeiras em uma comemoração original, festiva e marcante?

Seja em forma de protesto, desabafo, homenagem ou até provocação, o gol merece ser celebrado. E, para felicidade dos amantes do futebol, vários jogadores sabem como é importante “sair da caixa” e extravasar todas as emoções.

Das danças aos pulos, dos “pedidos” aos mergulhos... Veja 30 comemorações de gol que estão marcadas na história do futebol mundial.

30. Hernanes é o craque das piruetas

São Paulo Hernanes
Hernanes e sua marcante comemoração. / Miguel Schincariol/Getty Images

Ídolo do São Paulo e com boas passagens pela Europa e pela Ásia, o meio-campista Hernanes marcou várias torcidas ao redor do mundo com suas comemorações “perigosas” e acrobáticas. O Profeta sabe como levar os torcedores ao delírio com saltos e piruetas.

29. Jamie Vardy e o 'pássaro saltitante'

Jamie Vardy
Jamie Vardy marcou vários torcedores com o "pássaro". / Stu Forster/Getty Images

Jamie Vardy fez várias comemorações muito interessantes ao longo de sua carreira, mas uma contra Crystal Palace se destacou em 2019. À época, o emblemático atacante do Leicester City mandou o “pássaro saltitante”. A comemoração quebrou a Premier League.

28. Tim Cahill: o imparável boxeador

Tim Cahill
Tim Cahill não perdoava... / Vince Caligiuri/Getty Images

Grande nome da história do futebol da Austrália e do Everton, Tim Cahill marcou época na Europa durante muitos anos, especialmente entre o final dos anos 1990 e década de 2000. E uma celebração de gol o diferenciava ainda mais: o carismático atacante performava uma luta de boxe na bandeira de escanteio.

27. Paulo Nunes virou um saci

Gre-Nal Internacional Grêmio Paulo Nunes
O "Diabo Loiro" imitou o saci em um Gre-Nal. / Miguel Schincariol/Getty Images

Máscara de porco, polêmicas, saci e mais... Paulo Nunes foi um atacante extraordinário e que sabia como provocar os adversários. Em 1996, em pleno Gre-Nal, o então protagonista do Grêmio marcou um golaço de bicicleta contra o Internacional e comemorou imitando um saco, que é o mascote do Colorado. O momento entrou para a história do clássico.

26. O ‘chororô’ de Souza

Souza Chororo Flamengo Botafogo
O “chororô” virou moda no Brasil. / JAIME RAZURI/Getty Images

Flamengo e Botafogo protagonizaram muitos capítulos memoráveis e marcantes na história do esporte no Brasil. E um deles é o “chororô”. Em 2008, após diretoria e jogadores do Glorioso se reunirem para reclamar da arbitragem de uma partida contra o Mais Querido, o Caveirão fez a inusitada celebração. A brincadeira virou até música.

25. Neymar colocou uma máscara na Libertadores

Santos Colo Colo Libertadores
Neymar causou uma grande confusão com sua máscara. / LatinContent/Getty Images

Polêmico, ousado e craque: Neymar. Um dos maiores jogadores brasileiros da história do futebol mundial, o camisa 10 mexeu com a América do Sul no começo da década passada. Voando com o Santos, o Menino da Vila provocou, conquistou e criou muitas confusões, sendo uma das mais marcantes a que utilizou uma máscara com o seu próprio rosto. E na Conmebol Libertadores. Bom... ele foi expulso e por pouco não apanhou dos rivais.

24. Miroslav Klose mandando o “OK”

Miroslav Klose OK
Tudo bem por aí, Klose? Ok. / PATRIK STOLLARZ/Getty Images

Klose foi um dos bons atacantes que surgiram na Alemanha nas últimas décadas. Com muito faro de gol e dedicação, o camisa 9 fez muito sucesso no futebol, em especial na Seleção Alemã. E tudo isso o deixava muito feliz, como ele mostrava em suas comemorações: além de acrobacias, o matador gostava de celebrar seus tentos com um sinal de “ok”.

23. Riquelme com suas mãos no ouvido

Juan Roman Riquelme Boca Juniors
Riquelme não perdia nada. / AFP/Getty Images

Riquelme foi um dos grandes meio-campistas da história do Boca Juniors e da Argentina. E ele também era dono de uma das comemorações de gol mais marcantes e famosas do futebol: ao ir às redes, o camisa 10 colocava as mãos nos ouvidos, como se não estivesse escutando. A celebração, que surgiu como uma provocação a um ex-cartola do Boca, acabou se tornando sua marca.

22. Erling Haaland indo às redes e ficando zen

celebration Haaland
Haaland é "zen" na cara do gol. / Jörg Schüler/Getty Images

Embora ainda esteja despontando para o futebol, Erling Haaland é observado por todos os cantos e sabe como aproveitar cada segundo. Em campo, além de destruir estatísticas e esbanjar talento, o norueguês também tem uma comemoração de gol que o faz entrar nesta lista: ao marcar um tento, o atacante celebra como se estivesse meditando. Ele deixou sua marca até no mata-mata da Champions League...

21. Gabriel Batistuta e sua metralhadora

Gabriel Batistuta Francesco Totti
Gabriel Batistuta assustava os adversários. / Alessandro Sabattini/Getty Images

Quem não lembra da clássica metralhadora de Gabriel Batistuta? Super artilheiro e multicampeão entre o final dos anos 1980 e meados dos anos 2000, o Batigol anotou mais de 300 gols ao longo da carreira e quase sempre celebrava com sua metralhadora imaginária. A comemoração era muito popular no período.

20. Pablo Armero lançou o “Armeration”

Pablo Armero
Vai uma dança aí? Armero é um baita dançarino. / Paul Gilham/Getty Images

Uma das figuras mais alegres e autênticas a despontar no esporte da América do Sul nas últimas décadas, o lateral-esquerdo Armero ficou conhecido no mundo todo com o seu “Armeration”. A comemoração do colombiano, que era muito mais do que uma simples dança, rodou o planeta e foi copiada por muitos jogadores no começo da década passada.

19. Cristiano Ronaldo pedindo “Calma, eu estou aqui”

Cristiano Ronaldo
Calma! Ele resolve. / Tibor Illyes - Pool/Getty Images

O superastro Cristiano Ronaldo lançou várias comemorações ímpares ao longo de sua carreira, mas uma das mais famosas é a “Calma, eu estou aqui”. Ao ir às redes em várias partidas importantes, o camisa 7 costuma falar para todos se acalmarem, que ele vai resolver. E isso ele fez centenas de vezes.

18. Sócrates e o braço da democracia

Sócrates Corinthians
Sócrates se imortalizou em campo... e além. / AFP/Getty Images

Sócrates foi um dos grandes nomes da história do futebol brasileiro e do Corinthians. E não apenas pelo que fazia com a bola, mas também pelo que lutava e representava. Figura de liderança do movimento em prol da democracia, o Doutor da Bola utilizou sua voz (e corpo) para marcar um país e lutar pelo povo.

17. Edmundo e a ‘dancinha’

Flamengo Vasco Edmundo
Edmundo marcou uma geração com a 'dancinha' em um Clássico dos Milhões. / Buda Mendes/Getty Images

O Clássico dos Milhões do quadrangular que dava uma vaga na final do Campeonato Brasileiro de 1997 deu o que falar. Em dia inspirado, o Vasco goleou o Flamengo por 4 a 1... E o nome da partida foi um só: Edmundo. O atacante marcou um hat-trick e ainda eternizou o resultado com a “dancinha”. Todo vascaíno conhece essa...

16. Richarlison e o pombo

Richarlison
Richarlison e sua comemoração ímpar. / Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images

Formado no América-MG e com boa passagem pelo Fluminense, Richarlison saltou alto, voou e conquistou o mundo, mas nunca abandonou o “pombo”. Aos 24 anos e com o nome marcado na história da Seleção Brasileira Olímpica, o atacante tem como marca registrada a “dança do pombo” e não abre mão de lançá-la em seus gols.

15. Jimmy Bullard batendo um papo com o time

Jimmy Bullard
Jimmy Bullard conversou legal com seus companheiros após o gol. / ANDREW YATES/Getty Images

O ex-meio-campista Jimmy Bullard era uma “comédia”. Em uma de suas resenhas, numa partida entre Hull e Manchester City, o britânico lembrou de uma palestra do técnico Phil Brown e comemorou um gol “dando um sermão” em seus companheiros. Uma das celebrações mais icônicas da história do futebol inglês.

14. Paul Gascoigne e a "cadeira de dentista"

Paul Gascoigne
Pode isso? Paul Gascoigne marcou milhares de fãs com sua inusitada celebração. / Stu Forster/Getty Images

Um gol lindo. Um cenário ímpar. Um clássico... E uma comemoração fantástica. Após ser flagrado festejando às vésperas da Euro 1996, Paul Gascoigne resolveu responder aos críticos, marcou um lindo gol na decisão da Inglaterra contra a Escócia e festejou com provocação. Ele se lançou ao chão e deixou seus companheiros o jogarem água. Icônico!

13. Samuel Eto'o se fazendo de velhinho

Chelsea Samuel Eto'o
Samuel Eto'o não estava acabado... / Clive Rose/Getty Images

Idoso? Samuel Eto'o foi chamado de “velho” pelo técnico José Mourinho em 2014 e não deixou barato. Pouco tempo após a declaração do Special One, que era seu treinador na época, o então atacante camaronês do Chelsea destruiu o Tottenham e comemorou imitando um “velhinho” com uma bengala. Provocação e festa em Stamford Bridge.

12. Ailton e as palmas no gol da conquista do Brasileirão do Grêmio

Um dia inesquecível na história do Grêmio. Em 1996, o Tricolor Gaúcho chegou à derradeira decisão contra a Portuguesa precisando devolver o 2 a 0 do jogo de ida para conquistar o bi do Campeonato Brasileiro. O 1 a 0 bateu no placar e lá ficou por um bom tempo... O nervosismo tomou o Olímpico. Então, Felipão tirou Dinho e colocou Aílton. A história mudou ali. Oportunista, o herói gremista marcou na reta final da partida e garantiu o troféu para o clube. Mais do que justo: no fim, ele pediu palmas.

11. Renato Gaúcho mandando a torcida do Flamengo se calar em um Fla-Flu

Renato Gaúcho foi um dos grandes atacantes em atividade no Brasil entre os anos 1980 e 1990. Com muita qualidade, velocidade e força, o polêmico jogador se destacou em vários clubes, incluindo no Flamengo e no Fluminense. Inclusive, o matador vai ficar para sempre na história do Fla-Flu, já que marcou um inusitado e decisivo “gol de barriga” na finalíssima do Campeonato Carioca de 1995. Após o tento, para tornar o feito ainda maior, o então atacante do Tricolor das Laranjeiras mandou a Nação Rubro-Negra se calar. Polêmico!

10. Peter Crouch – Robô

Peter Crouch
Peter Crouch enlouquecia os fãs com o robô. / Richard Heathcote/Getty Images

Embora não tenha significado muito na prática, o “Robô” de Peter Crouch fez muito sucesso na Inglaterra e no mundo na metade dos anos 2000. Inclusive, a comemoração se enraizou no futebol internacional e foi reproduzida em inúmeras oportunidades por vários jogadores. Mais: em 2017, após marcar o seu centésimo gol na Premier League, o desengonçado centroavante reutilizou a celebração e foi uma festa.

9. Wayne Rooney - KO

knockout Rooney
Rooney revidou o nocaute. / OLI SCARFF/Getty Images

Treta? Rooney apareceu em um vídeo sendo “nocauteado” pelo zagueiro Phil Bardsley em uma luta improvisada de boxe anos atrás e, claro, não deixou barato. Em um Manchester United x Tottenham em 2015, o atacante foi às redes e festejou ‘tomando mais um nocaute’. Uma farra total.

8. Gabigol e sua plaquinha

Gabigol Gabriel Barbosa
Gabigol levantou muitas plaquinhas ao longo de 2019. / Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images

O atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, se tornou um dos grandes protagonistas do futebol da América do Sul nas últimas temporadas. Em 2019, quando chegou ao Flamengo, Gabi viveu um ano especial e se notabilizou pela plaquinha “Hoje tem gol do Gabigol”. Ele fez essa comemoração inúmeras vezes... E certamente entrou para a história do Mais Querido.

7. Bebeto e o bebê mais famoso do mundo

Leonardo, Mauro Silva, Bebeto
Bebeto embalando um 'bebê' para todo o mundo ver. / PATRICK HERTZOG/Getty Images

Você pode não lembrar do gol, do dia ou até da partida, mas certamente você lembra dessa comemoração: Bebendo “embalando um bebê”. Em 1994, em plenas quartas de final da Copa do Mundo, o atacante do Brasil marcou um gol contra a Holanda e celebrou ‘balançando um bebê imaginário’, numa celebração que representava seu filho que havia acabado de nascer. A comemoração é lembrava e utilizada até hoje..

6. Mario Balotelli - Por que sempre eu?

Mario Balotelli
"Por que sempre eu?", questionou Balotelli. / ANDREW YATES/Getty Images

O Manchester City engoliu o arqui-inimigo Manchester United em 2011. Porém, apesar do baile e do 6 a 1, o mundo parou para falar do atacante citizen Mario Balotelli. Na ocasião, o italiano foi às redes, levantou a camisa e expôs a frase: “Por que sempre eu?”. O curto texto roubou a cena e mexeu com todo o planeta bola.

5. Viola imitou um porco contra o Palmeiras

Viola Corinthians Palmeiras
Viola comemorou imitando um porto contra o Palmeiras. / /Gazeta Press

Viola entrou para a história do Derby Paulista em 1993. À época, o polêmico atacante marcou o gol da vitória do Corinthians contra o Palmeiras na partida de ida da finalíssima do Campeonato Paulista e comemorou imitando um porco. A Fiel foi à loucura, mas acabaram lamentando, uma vez que o Verdão venceu por 4 a 0 na volta e ficou com a taça.

4. Cristiano Ronaldo - SIII

Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo voa alto em suas celebrações. / Thananuwat Srirasant/Getty Images

Olha o Robôzão aí de novo. Além do “Calma, eu estou aqui”, Cristiano Ronaldo também tem como marca registrada sua celebração de gol: “SIII”, na qual salta, grita e faz a pose. Uma das comemorações mais icônicas da era moderna do futebol.

3. Lionel Messi parou o mundo ao erguer sua camisa

Lionel Messi El Clasico Barcelona Real Madrid
Lionel Messi provocou em um El Clásico. / OSCAR DEL POZO/Getty Images

Lionel Messi conseguiu parar o mundo por um instante em um El Clásico de 2017. Após anotar o seu segundo gol contra o Real Madrid, o camisa 10 do Barcelona calou o Santiago Bernabéu ao levantar sua camisa para os madridistas. Uma comemoração histórica e que certamente vai demorar para se perder no tempo.

2. Ronaldinho ficando tranquilo e favorável no 'hang loose’

Ronaldinho
Ronaldinho era pura magia em campo. / Luis Bagu/Getty Images

Um dos maiores jogadores da história do futebol mundial, Ronaldinho se notabilizou no esporte por ser mágico, talentoso e muito (muito!) acima da média. E também por seu jeito feliz e ousado de levar a vida dentro e fora de campo. Claro, o Bruxo também marcou os fãs com sua comemoração “hang loose”. Afinal, qual fã do da bola não conhece essa celebração de gol? Lenda.

1. Pelé dando socos no ar

Edson Arantes Do Nascimento Pele
Quem não conhece os socos no ar de Pelé? / Alessandro Sabattini/Getty Images

O Rei do Futebol, Edson Arantes do Nascimento, o lendário Pelé, também é dono de uma das comemorações de gol mais conhecidas do futebol: os socos no ar. "O Santos estava com dificuldades pra ganhar do Juventus na Rua Javari e a torcida deles nos vaiava. Quando fiz o gol (mais bonito da carreira), eu fui pra torcida e dei o soco no ar. A razão foi justamente um desabafo", comentou Pelé, em 2019. O desabafo ganhou muitos outros contornos ao longo dos anos e hoje é utilizada por milhões de jogadores ao redor do mundo.

facebooktwitterreddit