As 10 piores contratações do Atlético-MG na última década

Fabio Utz
Jan 18, 2021, 1:57 PM GMT-3
ERIC FEFERBERG/Getty Images
facebooktwitterreddit

Tem jogador que é contratado e, por um motivo ou outro, não dá certo. Há também aqueles que decepcionam. Por fim, também existem nomes que, de antemão, já se sabe que têm tudo para não corresponder. Abaixo, tentamos juntar todos e, a partir de uma análise, listar as 10 piores contratações do Atlético-MG entre 2011 e 2020.

1. Robinho

Pedro Vilela/Getty Images

Defendeu o Atlético-MG entre 2016 e 2017, conquistou apenas um Estadual e ficou bem abaixo do esperado para um atleta do seu patamar.

2. Daniel Carvalho

Buda Mendes/Getty Images

Lesões e problemas de peso prejudicaram e muito sua passagem pelo Galo, entre 2010 e 2011. Passou em branco no que se refere a títulos.

3. Hyuri

Pedro Vilela/Getty Images

Retornou da China em 2016 para assinar contrato de quatro temporadas pelo clube. Viveu sendo emprestado para tudo quanto é lado.

4. Yimmi Chará

Vizzor Image/Getty Images

O Atlético-MG investiu mais de R$ 22 milhões em 2018 pelo atacante do Junior Barranquilla. O resultado em campo foi pífio em relação à expectativa criada.

5. Fernandinho

ERIC FEFERBERG/Getty Images

Depois que o clube perdeu Bernard, o Galo foi atrás do velocista, principalmente, de olho no Mundial de Clubes de 2013. Trazido do Al-Jazira, saiu menos de um ano depois, sem querer completar sete jogos pelo Brasileirão e com rusga na relação com o presidente Alexandre Kalil.

6. Toró

O volante deixou o Flamengo e acertou com o Atlético-MG para iniciar a temporada de 2011 como reforço do clube. Acabou dispensado na metade da temporada.

7. Franco Di Santo

Miguel Schincariol/Getty Images

Nunca caiu no gosto da torcida atleticana. Contratado na metade de 2019, rescindiu em meio à temporada de 2020 por conta da baixa produção, algo que já era esperado.

8. Tomás Andrade

Contratado em 2018, o meia argentino pouco contribuiu para elevar o patamar da equipe mineira.

9. Lucas Hernández

Alguém realmente esperava que o lateral-esquerdo vindo do Peñarol em 2019 fosse acrescentar algo? Acabou parando no Cuiabá...

10. Matheus Mancini

Lucas Uebel/Getty Images

O zagueiro, contratado em 2017, não teve quase nenhum sucesso com a camisa alvinegra. Ele é filho do técnico Vagner Mancini.

facebooktwitterreddit