Brasileirao Série A

Após empate na Arena, Grêmio pode ser rebaixado nesta segunda – entenda o cenário

Nathália Almeida
Corinthians e Grêmio ficaram no 1 a 1 na Arena
Corinthians e Grêmio ficaram no 1 a 1 na Arena / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit

Para quem iniciou a temporada sonhando com títulos, 2021 vai se revelando um dos maiores pesadelos recentes da rica história do Grêmio. Entre erros graves de planejamento, trocas de comando malsucedidas e queda drástica de rendimento de grandes jogadores do plantel, o Tricolor Gaúcho pode chegar à rodada final do Brasileirão já rebaixado.

Ao empatar por 1 a 1 com o Corinthians na tarde deste domingo (5) na Neo Química Arena - gols de Diego Souza e Renato Augusto -, o Grêmio se colocou em uma situação praticamente irreversível: com apenas 40 pontos conquistados, precisará torcer por derrotas consecutivas de Juventude e Cuiabá em seus últimos dois compromissos no Brasileiro, além de ter que vencer o seu próprio jogo na última rodada, contra o campeão Atlético-MG.

Vagner Mancini
Mancini foi contratado com a missão de salvar o Grêmio, mas não parece que vai conseguir / Alexandre Schneider/GettyImages

O rebaixamento do Imortal Tricolor pode ser decretado até mesmo nesta segunda-feira (6): caso Juventude e Cuiabá pontuem em seus respectivos compromissos, contra São Paulo e Fortaleza, chegarão no mínimo aos 44 pontos e não poderão mais ser alcançados pelo Grêmio, antepenúltimo colocado com 40 pontos e apenas um jogo por fazer.

A "esperança" do torcedor gremista mora no fato de que Juventude e Cuiabá enfrentam adversários que ainda têm objetivos no Brasileiro: o São Paulo soma 45 pontos e ainda não está totalmente livre do rebaixamento matematicamente falando, ao passo que o Fortaleza, em caso de vitória, retornará ao grupo dos quatro primeiros colocados no torneio.

facebooktwitterreddit