Após audiência virtual, Dodô e Cruzeiro aguardam decisão de juiz; veja detalhes do depoimento do lateral

Dodo
Cruzeiro e Dodô seguem sem acordo. | Miguel Schincariol/Getty Images

Em audiência virtual nesta terça-feira (4), o Cruzeiro, representado pelo supervisor Benecy Queiroz, o lateral-direito Dodô e um juiz trataram da ação trabalhista movida pelo atleta no começo da temporada contra o clube mineiro, na qual ele cobra a ativação de um novo contrato (2020/23) junto à Raposa.

De acordo com informações do GloboEsporte.com, não houve um acordo pela conciliação e assim o magistrado trabalha para dar uma sentença ao caso, que se arrasta há mais de 4 meses.

Dodo
O Cruzeiro ainda conta com Dodô para a temporada. | Pedro Vilela/Getty Images

Em depoimento durante a audiência, Dodô revelou que o Cruzeiro o procurou há um mês para falar que “contava com ele”. Vale lembrar que ele participou da pré-temporada na Raposa, mas que, quando precisou assinar o novo contrato, o clube mineiro recuou por não querer pagar os R$ 8,8 milhões (parcelados) de luvas ao jogador previstos no acordo feito com a Sampdoria.  

Além de revelar o contato do clube, o lateral ainda afirmou que não teve participação nas negociações entre o time mineiro e o italiano, que decidiram por empréstimo de um ano, com obrigatoriedade de compra do jogador caso ele participasse de três partidas ou o Cruzeiro chegasse aos 15 pontos no Brasileirão. Segundo o atleta, ele apenas concordou.

Dodo
Dodô tem interesse em ficar no Cruzeiro, mas falta de acordo segura permanência. | Juliana Flister/Getty Images

Ainda em seu depoimento, Dodô disse que foi avisado há sete meses que o clube não cumpriu com o acordo e que havia interesse em uma renegociação das condições. O atleta também destaca o desejo de continuar no clube em 2020.

Do outro lado, o Cruzeiro se defendeu alegando que solicitou nulidade de cláusulas do contrato, mas que Dodô não aceitou por achar que os argumentos do clube não tinham “qualquer embasamento”. Por ora, jogador e clube aguardam a decisão do juiz.


Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.