Antony faz desabafo e mantém vivo sonho de conquistar uma Copa: 'Vamos começar a reconstruir a nossa história'

Fabio Utz
Atacante não resistiu e foi às lágrimas após eliminação do Brasil
Atacante não resistiu e foi às lágrimas após eliminação do Brasil / Matthew Ashton - AMA/GettyImages
facebooktwitterreddit

Evitar terra arrasada. Talvez seja isso o que mais se fala entre analistas e torcedores após a eliminação da seleção brasileira na Copa do Mundo. Defende-se, assim, que o país conta com uma geração de atletas promissores, que fatalmente irão compor uma base de grupo para o próximo ciclo. Antony, hoje atacante do Manchester United, faz parte deste contexto.

Croácia Brasil Seleção Brasileira Antony Modric Eliminação Pênaltis Copa do Mundo
Antony chegou a ser consolado pelo croata Modric / Pixsell/MB Media/GettyImages

No Mundial que, para o Brasil, se encerrou nesta sexta-feira, ele foi reserva de Raphinha. Por estar com apenas 22 anos, existe a crença de que o atleta, recentemente contratado pelo gigante inglês, tem condições de evoluir ainda mais e se manter na seleção por um longo período. Após a queda nos pênaltis diante da Croácia, Antony era um dos mais desolados. Chorava copiosamente. Neste sábado, ainda antes de deixar o Oriente Médio, ele se pronunciou através de redes sociais.

"O Antony que hoje deixa o Qatar é o mesmo que pintava as ruas em Osasco sonhando com um título da Copa. Não foi agora, mas retornaremos! Vamos chorar hoje, somos seres humanos. Mas amanhã já vamos começar a reconstruir a nossa história."

Antony, atacante

A seleção brasileira, até mesmo nas principais casas de apostas espalhadas pelo mundo, era considerada a principal favorita ao título. Porém, mais uma vez parou diante de um rival europeu. Desde a conquista do penta, em 2002, isso virou uma espécie de 'tabu'. E, agora, já são cinco Copas em sequência...

facebooktwitterreddit