América-MG

América-MG alinha acordo com bilionário para virar clube-empresa – veja

Antonio Mota
Bilionário iniciou a captação de recursos para criar fundo de investimentos para gerir o América-MG e outros dois times da Europa.
Bilionário iniciou a captação de recursos para criar fundo de investimentos para gerir o América-MG e outros dois times da Europa. / Alexandre Schneider/Getty Images
facebooktwitterreddit

O América-MG se acertou com o bilionário norte-americano Joseph Dagrosa e vai se tornar um clube-empresa. Segundo o jornalista Guilherme Amado, do "Metrópoles", o magnata fechou o acordo com o Coelho e já iniciou o processo de captação de recursos para criar o fundo de investimentos que vai gerir o Alviverde – esse trabalho de prospecção tem sido feito através do grupo “Kapital Football”.

Além do América, Dagrosa também vai investir em outros dois clubes da Europa – uma em Portugal e outro na Bélgica. Conforme a fonte citada, o time de Minas Gerais vai ser adquirido como uma Sociedade Anônima do Futebol (SAF), como prevê a “Lei do Clube-Empresa”, em uma transição – isto é, na mudança para a estrutura societária – que a diretoria espera concluir até o começo do ano que vem.

Joseph Dagrosa e o futebol

O bilionário Joseph Dagrosa entrou no universo esportivo há cerca de três anos, no final de 2018, quando comprou o Bourdeaux, da França. E lá ele ficou como presidente até dezembro de 2019, que foi quando o seu fundo de investimentos vendeu a participação que tinha na equipe.

Tempos atrás, o norte-americano tentou comprar o Southampton, da Inglaterra, mas não obteve êxito. A falta de sucesso nesta iniciativa o fez abandonar um projeto que vinha trabalhando para elaborar uma franquia mundial dentro do futebol, a qual teria como referência um time inglês e outro espanhol.  

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit