Brasileirao Série A

Ameaçado, Atlético-GO contrata Marcelo Cabo, que assume o terceiro clube em 2021

Lucas Humberto
Marcelo Cabo assume a área técnica do Atlético-GO pela terceira vez
Marcelo Cabo assume a área técnica do Atlético-GO pela terceira vez / RUDY TRINDADE/FramePhoto/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Pode parecer notícia velha, mas não é. Marcelo Cabo está de volta ao Atlético-GO. Anteriormente no Goiás, o treinador de 54 anos terá sua terceira passagem na área técnica do Dragão, desta vez para tentar manter o time na elite. Depois de três derrotas consecutivas no Brasileirão, Zé Roberto e seus companheiros viram o Z-4 crescer no retrovisor.

Desde a saída de Eduardo Barroca, a equipe rubro-negra vinha sendo comandada pelo auxiliar Eduardo Souza, membro da comissão técnica permanente. Ele até conseguiu uma leve reação do grupo, mas a sequência de tropeços ante Sport, Flamengo e Palmeiras ligou o alerta do presidente Adson Batista.

"É um treinador (Marcelo Cabo) que conhece o time e tem um mês só para trabalhar. Mas temos muitas decisões pela frente. Ele conhece o time, o clube e a gente precisa de um fato novo nesse momento para buscar nosso objetivo"

Adson Batista ao ge

Em suas duas passagens anteriores, Cabo conquistou dois títulos: Série B (2016) e Campeonato Goiano (2020). Agora, a missão do técnico será substancialmente mais complicada, uma vez que o Atlético-GO tem a terceira pior campanha do returno, com três vitórias, três empates e cinco derrotas.

"O Marcelo entendeu o momento, não tem garantia de contrato para o ano que vem. Ele acredita no clube e o clube foi importante para ele. Aqui ele tem títulos, tem história, acredito que vai dar certo e ele vai trazer o que precisamos", destacou Adson Batista à TV Anhanguera. Ainda restam oito jogos até o encerramento da temporada, sendo cinco em casa e outros três fora.


Cabo começou 2021 no Vasco, depois passou pelo Goiás, onde ficou até o fim de outubro. A reestreia dele no Dragão acontece neste sábado (13), contra o Santos. A partida terá o Estádio Antônio Accioly, em Goiânia, como palco.

facebooktwitterreddit