Premier League

All-Star Game da Premier League: as possíveis escalações de um combinado Norte contra Sul

Lucas Humberto
Kevin De Bruyne e Harry Kane estão em nossos times
Kevin De Bruyne e Harry Kane estão em nossos times / Joe Prior/Visionhaus via Getty Images, James Williamson - AMA/Getty Images
facebooktwitterreddit

A sugestão de Boehly até pode não sair do papel, mas o burburinho certamente causou uma reação. Em uma conferência de líderes de negócios, a SALT, o empresário norte-americano e dono do Chelsea falou sobre a criação de um All-Star Game na Inglaterra. "Estrelas na Premier League Norte contra o Sul e, assim, financiar facilmente o que a pirâmide do futebol precisava", opinou.

Como era de se esperar, a ideia dividiu opiniões. Jürgen Klopp, por exemplo, foi enfático como de costume: "Quando você encontrar uma data para isso, pode me ligar. Você esquece que nos grandes esportes dos Estados Unidos eles têm quatro meses de folga, então eles estão muito felizes em poder fazer um pouco de esporte durante esses intervalos".

Mas, e se a partida de fato acontecesse? Quais seriam os times? Algumas estrelas certamente seriam deixadas de lado. Quem? A missão é complexa, mas nós nos atrevemos. Veja:


Provável escalação dos clubes do Norte (4-3-3)

John Stones, Rodrigo, Manuel Akanji e Kevin De Bruyne, jogadores do Manchester City
Citizens possuem alguns dos melhores jogadores do futebol inglês / Marc Atkins/GettyImages

GOL: Alisson - na batalha de brasileiros pela meta do hipotético time titular, nós repetimos o mesmo raciocínio de Tite: Alisson no lugar de Ederson.

LD: João Cancelo - na direita, apostamos na superioridade - e versatilidade - do luso mesmo diante da concorrência dos renomados Trent Alexander-Arnold, Kyle Walker e Kieran Trippier.

ZAG: Rúben Dias - absolutamente essencial ao Manchester City, o português é o segundo melhor zagueiro que atua no norte da Inglaterra.

ZAG: Virgil van Dijk - precisamos mesmo explicar? Independente da fase, o defensor do Liverpool ganha com folgas dos potenciais concorrentes.

LE: Andrew Robertson - em condições físicas habituais, o experiente lateral-esquerdo dos Reds não perde a vaga para ninguém.

VOL: Casemiro - embora ainda esteja em processo de adaptação ao futebol inglês, o volante não foi titular do Real Madrid durante anos por acaso. Isso sem contar seu papel na seleção brasileira...

MEI: Kevin De Bruyne - em 2022, ninguém entregou mais assistências que o belga do City. São 18 passes para gol e contando.

MEI: Bernardo Silva - articulador nato, o português potencializa o plantel de Pep Guardiola como poucos. Bernardo Silva não esteve na mira do Barcelona por acaso.

ATA: Mohamed Salah - a fase neste início de temporada passa longe de ser boa. De todo modo, estamos falando de um dos grandes atacantes da atualidade.

ATA: Erling Haaland - dispensa qualquer comentário, certo? Basta observá-lo em campo durante alguns minutos para saber que o norueguês poderia ser titular em qualquer time do mundo.

ATA: Cristiano Ronaldo - quando falamos de um All-Star da Premier League, estamos tratando de um espetáculo. Mesmo longe da melhor forma, CR7 adora estar no centro das atenções.

Times envolvidos: Manchester City, Manchester United, Liverpool, Leeds, Newcastle, Wolverhampton, Everton, Aston Villa, Nottingham Forest, Leicester City.


Provável escalação dos clubes do Sul (4-3-3)

Gabriel Jesus, Granit Xhaka e Gabriel Martinelli, jogadores do Arsenal
Arsenal contaria com alguns representantes no potencial XI dos clubes do Sul / Sebastian Frej/MB Media/GettyImages

GOL: Hugo Lloris - a instabilidade que acontece na meta de outros times não é vista no Tottenham. Seguro, experiente e regular, Hugo Lloris ganharia a vaga.

LD: Reece James - entre as equipes do sul, não há nenhum outro lateral-direito que tenha tanta qualidade quanto Reece James.

ZAG: Cristian Romero - as exibições do argentino foram tão satisfatórias que os Spurs desembolsaram 50 milhões de euros (cerca de R$ 252 milhões) para tê-lo em definitivo.

ZAG: Kalidou Koulibaly - demorou mais tempo do que deveria, mas o singular zagueiro senegalês enfim desembarcou na Premier League. Um dos grandes expoentes da posição.

LE: Oleksandr Zinchenko - transitando com facilidade entre a lateral e o meio-campo, Zinchenko chegou ao Arsenal para ocupar um lugar entre os absolutos de Arteta.

VOL: Declan Rice - não é por nenhum acaso que grande parte dos gigantes da Premier League queiram contratá-lo. Rice é, de fato, um dos melhores da posição na Inglaterra.

VOL: N'Golo Kanté - a sucessão de problemas físicos do francês nos leva a crer que talvez seu auge tenha chegado ao fim. Ainda assim, o volante possui mais qualidade que a maioria.

MEI: Martin Odegaard - o sucesso do Arsenal neste começo de campanha passa muito pelo norueguês. Ele pensa e entende o jogo como poucos no elenco.

ATA: Bukayo Saka - incansável, o atacante dos Gunners nem parece que ainda está na tenra idade dos 21 anos. Vai crescer muito ainda...

ATA: Harry Kane - outro dos nomes que dispensa comentários, certo? Capaz de decidir confrontos dos mais variáveis níveis, Kane seria a referência do nosso hipotético time.

ATA: Gabriel Jesus - quem viu Gabriel Jesus atuando pelas pontas no City sabe bem que o brasileiro consegue ser decisivo por ali. Pelo menos uma assistência para Kane estaria garantida.

Times envolvidos: Arsenal, Tottenham, Brighton, Chelsea, Brentford, Fulham, Southampton, Bournemouth, Crystal Palace, West Ham.

facebooktwitterreddit