Opinião

Alan Kardec é oportunidade de mercado que o Atlético-MG pode deixar passar

Antonio Mota
Livre no mercado após rescindir com o Shenzhen FC, da China, Alan Kardec é ventilado no Atlético-MG. Galo pode sonhar mais alto.
Livre no mercado após rescindir com o Shenzhen FC, da China, Alan Kardec é ventilado no Atlético-MG. Galo pode sonhar mais alto. / Wang HE/GettyImages
facebooktwitterreddit

À disposição do mercado desde que rescindiu com o Shenzhen FC, da China, há poucos meses, Alan Kardec vem sendo ventilado no Atlético-MG. Segundo o jornalista Heverton Guimarães, o Galo sabe da disponibilidade contratual do atacante e não descarta contratá-lo para o restante da temporada. A informação mexeu com a Massa Atleticana nas últimas horas, gerando debate e opiniões contra e a favor.

Aos 33 anos, Alan Kardec é um bom centroavante e tem bons números por muitas das equipes que defendeu ao longo dos últimos anos, mas hoje não aparece como uma grande opção para o ‘novo Atlético'. Já veterano e rodado no mundo da bola, o atacante agregaria em qualidade, experiência e seria mais uma boa alternativa para o ataque do clube, mas nada fora do comum – e possivelmente custando alto.  

Alan Kardec Atletico-MG Vasco Futebol Internacional Santos Palmeiras São Paulo
2019 China Super League - Wuhan Zall v Chongqing SWM Motors / Wang HE/GettyImages

Cria do Vasco e com passagens por Internacional, Santos, Palmeiras e São Paulo, o veterano não atua no Brasil há quase seis anos, desde meados de 2016, e, desde então, muito mudou por aqui, inclusive no Atlético. Neste período, sobretudo nos últimos dois anos, o Galo ganhou força nos bastidores, passou a brigar (e conquistar) títulos e se estabeleceu como uma equipe para buscar 'algo mais', para ter nomes como Hulk e Nacho Fernández.

Portanto, o repaginado Atlético dos anos 2020, mesmo que fosse ganhar em determinados aspectos com Alan Kardec, pode deixar essa oportunidade passar. O Galo de hoje pode olhar para frente e vislumbrar voos cada vez mais altos. E enquanto isso, clubes do Brasil não vão faltar para o ‘9’, que é uma boa opção.   

facebooktwitterreddit