Cruzeiro

Ainda dá? 5 fatores que dão esperança ao torcedor do Cruzeiro

Antonio Mota
O Cruzeiro melhorou com Vanderlei Luxemburgo. A Série A é logo ali?
O Cruzeiro melhorou com Vanderlei Luxemburgo. A Série A é logo ali? / GERALDO BUBNIAK/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

O Cruzeiro não tomou conhecimento e venceu o Coritiba com autoridade por 3 a 0, no Couto Pereira, na última sexta-feira, 8, pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro de 2021. Com o resultado, a Raposa chegou aos 38 pontos e se aproximou da primeira metade da tabela da Segundona: ficou na 12ª posição da liga e 10 pontos a menos do que o quarto colocado Goiás.

Nesta direção, a Celeste acredita no retorno à elite do futebol nacional. Será que ainda dá? Veja 5 fatores que dão esperança ao torcedor do Cruzeiro.

1. Evolução com Vanderlei Luxemburgo

O Cruzeiro vem evoluindo desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo, que assumiu o clube após a saída de Mozart, no último mês de agosto. Com o treinador, como é possível ver nos números do “Footstats”, a Raposa cresceu de produção na Série B e se tornou uma equipe muito mais competitiva – mesmo que com limitações.

2. A força da base

O Cruzeiro foi dominante contra o Coritiba na rodada 29 da Segundona e muito por conta da boa atuação dos garotos do clube. Matheus Pereira, Adriano, Vitor Leque, Thiago e companhia estão amadurecendo e, de quebra, ajudando a Raposa no processo de retoma à elite do futebol nacional. Todos têm bom potencial e têm ido bem com o apoio de Luxemburgo.

3. Próximos adversários

Cruzeiro Brasileirão de 2019
O Cruzeiro pode decolar nas últimas rodadas da Série B. / GLEDSTON TAVARES/FramePhoto/Gazeta Press/VoltaxImages

O Cruzeiro tem mais nove partidas pela frente antes do término da Série B do Brasileirão de 2021. Destas, duas são contra equipes que estão brigando pelo acesso (Botafogo e Avaí), quatro são contra times da parte intermediária da tabela (Náutico, Sampaio Corrêa, Remo e Vila Nova) e três são contra clubes que estão na zona da confusão (Brusque, Londrina e Vitória).

Ou seja, a Raposa vai pegar muitos adversários “acessíveis” e que podem entregar os três pontos. É manter o ritmo do jogo contra o Coxa.

4. Queda de equipes do bloco de frente

Para além da sua parte, o Cruzeiro também tem visto equipes do bloco de frente da Segundona oscilar e perder muitos pontos. O Botafogo, por exemplo, ganhou duas das últimas cinco partidas; enquanto o Goiás, ambos que estão no G-4, perdeu quatro dos últimos cinco jogos. É o momento para a Celeste decolar.

5. Força no Mineirão

Cruzeiro
A torcida do Cruzeiro está disposta a empurrar o clube nesta reta final de 2021. / DOUGLAS MAGNO/GettyImages

O Mineirão pode ser um ótimo aliado do Cruzeiro nesta reta final de temporada. Ao longo do ano, o clube de Minas Gerais perdeu pontos importantes em sua casa, mas isso pode mudar com o apoio da torcida. Com os adeptos nas arquibancadas, o time tem tudo para crescer ainda mais.

Detalhe: o Cruzeiro vai jogar 5 das 9 últimas rodadas da Série B em casa.

facebooktwitterreddit