Copa América Feminina

Adriana, Zaneratto e mais: 6 destaques da rodada da Copa América Feminina

Lucas Humberto
Adriana e Bia Zaneratto estão conduzindo a seleção brasileira com maestria na Copa América Feminina
Adriana e Bia Zaneratto estão conduzindo a seleção brasileira com maestria na Copa América Feminina / Gabriel Aponte/GettyImages
facebooktwitterreddit

A segunda rodada da Copa América Feminina chegou ao fim na terça-feira (12). Com duas goleadas, diga-se de passagem: 3 a 0 do Brasil diante do Uruguai, e 4 a 0 da Argentina sobre o Peru. A Canarinho, aliás, provou seu favoritismo com duas expressivas vitórias, sete gols anotados e nenhum sofrido. E, por tratar dos destaques, abaixo nós listamos os seis principais.

1. Adriana

Adriana, atacante do Corinthians e do Brasil
Adriana é a artilheira da Canarinho / Gabriel Aponte/GettyImages

Ninguém acima dela! Com quatro gols em duas partidas, Adriana vem construindo uma belíssima volta por cima depois de perder a Copa do Mundo de 2019 e os Jogos Olímpicos de 2020 por lesão. A Maga do Corinthians está sendo o pesadelo das defesas nesta Copa América.

2. Bia Zaneratto

Bia Zaneratto, atacante do Palmeiras e do Brasil
Zaneratto em ação pelo Brasil / Quality Sport Images/GettyImages

Impossível não citar a Imperatriz. Se na estatística o desempenho de atacante do Palmeiras pode não parecer grandioso - "apenas" um gol de pênalti -, dentro das quatro linhas Zaneratto é um verdadeiro pilar. Não por acaso participou diretamente de alguns dos melhores lances da Canarinho.

3. Daniela Montoya

Daniela Montoya, volante da Colômbia
Experiência de Montoya pode ser um diferencial para a Colômbia / Gabriel Aponte/GettyImages

A Colômbia lidera o Grupo A com duas vitórias, sete gols anotados e dois sofridos. Daniela Montoya, autora de dois tentos na estreia da seleção diante do Paraguai, está entre as titulares absolutas do time. A volante vai se mostrando imprescindível. Olho nela...

4. Nayely Bolaños

Nayely Bolaños, atacante do Equador
A camisa 9 de apenas 19 anos mostrou bastante potencial / JUAN BARRETO/GettyImages

Somente 19 anos de idade e um desempenho que impressiona. No expressivo 6 a 1 do Equador sobre a Bolívia, Nayely Bolaños abriu e concluiu a parcial. A performance gerou grandes expectativas para os próximos compromissos da seleção.

5. Jessica Martínez

Jessica Martínez, atacante do Paraguai
A camisa 10 é uma das referências do Paraguai / Gabriel Aponte/GettyImages

Se recuperando da derrota no primeiro confronto, o Paraguai contou com nova boa atuação de Jessica Martínez para emplacar três pontos. Ex-Santos e Real Madrid, a atacante de 22 anos do Sevilla possui enorme potencial goleador. Já são dois tentos em duas partidas e contando...

6. Debinha

Debinha, atacante do Brasil
Habilidosa ao extremo, Debinha desfila em campo com tranquilidade / David Lidstrom/GettyImages

Artilheira nata! Se Debinha estiver em campo, as chances de gol do Brasil aumentam consideravelmente. E a prova disso está no próprio enredo da Copa América: em ambos confrontos da Canarinho, a experiente atacante do North Carolina Courage deu números finais ao placar.


Classificação e próximos jogos

Até o momento apenas Brasil e Colômbia ganharam nas duas primeiras rodadas, mas como estão em chaves diferentes as seleções só podem se enfrentar na fase final. Em contrapartida, Bolívia, Chile, Peru e Uruguai ainda não venceram.

A equipe comandada por Pia Sundhage volta a campo na segunda-feira (18), quando encara a Venezuela.

Resultados da 2ª rodada da Copa América Feminina

Paraguai 3 x 0 Chile
Bolívia 0 x 3 Colômbia
Uruguai 0 x 3 Brasil
Argentina 4 x 0 Peru

facebooktwitterreddit