Adeus precoce: Caio Henrique se despede do Grêmio, a pedido do Atlético de Madrid

FBL-LIBERTADORES-GREMIO-INTER
FBL-LIBERTADORES-GREMIO-INTER | SILVIO AVILA/Getty Images

Durou apenas cinco partidas a trajetória do jovem Caio Henrique, de 22 anos, vestindo a camisa do Grêmio. Contratado via empréstimo no início da atual temporada, o lateral-esquerdo tem seus direitos econômicos ligados ao Atlético de Madrid, que aproveitou uma 'brecha' no contrato firmado entre as partes para solicitar o retorno do jogador com o ano em andamento.

Como noticia o Globoesporte, o acordo fechado entre os clubes garantia aos espanhóis a possibilidade de ter o atleta de volta a qualquer momento. Inicialmente, o Atlético não tinha interesse em apressar a volta de Caio, mas a crise do coronavírus e os impactos financeiros oriundos dela forçaram os Colchoneros a buscarem 'soluções caseiras' para reforçar posições carentes. O treinador Diego Simeone vem acompanhando a evolução do jovem atleta desde o ano passado, e acabou sendo um dos grandes entusiasta de seu reaproveitamento no clube da capital, para atuar como reserva imediato do também brasileiro Renan Lodi.

O jogador divulgou uma mensagem de despedida, agradecendo o clube pelos esforços feitos por sua contratação e o apoio do torcedor durante a breve passagem: "Quero agradecer ao Grêmio pela oportunidade de vestir essa camisa, especialmente ao presidente Romildo, ao nosso técnico Renato e ao Klauss por todo empenho para a minha contratação. Em especial também a torcida do Grêmio que me marcou muito, especialmente na minha estreia que vencemos o Gre-Nal. Espero um dia poder retornar ao Grêmio que seguirá, para sempre, no meu coração", afirmou.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.