Fora do Campo

Acusado de cometer injúria racial, Rafael Ramos tem depoimento marcado no STJD

Fabio Utz
Edenilson acusou atleta corintiano durante jogo no Beira-Rio
Edenilson acusou atleta corintiano durante jogo no Beira-Rio / Silvio Avila/GettyImages
facebooktwitterreddit

O caso envolvendo suposta injúria racial de Rafael Ramos contra Edenilson terá mais um capítulo nesta terça-feira (31). O lateral-direito do Corinthians prestará depoimento como parte do inquérito levado a cabo pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Durante partida realizada no estádio Beira-Rio, dia 14 de abril, o jogador português foi acusado pelo volante do Internacional de tê-lo chamado de 'macaco'. Segundo o atleta corintiano, não passou de um 'mal-entendido', mas é fato que ele foi preso em flagrante e precisou pagar fiança para deixar o local da partida, já na madrugada do dia seguinte. "Eu sei o que ouvi", disse o jogador do time gaúcho, que dará sua versão do caso ao STJD na outra segunda-feira, dia 6.

O Código Brasileiro de Justiça Desportiva, em seu artigo 243-G, prevê suspensão de cinco a dez partidas para atleta que praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito étnico, racial, sexual, de cor, idade ou condição de pessoa idosa / portadora de deficiência.

Com informações do UOL Esporte.

Para mais notícias do Corinthians, clique aqui.

Para mais notícias do Internacional, clique aqui.

facebooktwitterreddit