Palmeiras

Abel Ferreira é criticado por deixar o campo antes do fim do Choque-Rei: 'Abandonou o barco'

Nathália Almeida
Abel Ferreira abandonou o gramado do Allianz antes do apito final
Abel Ferreira abandonou o gramado do Allianz antes do apito final / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit

No mundo do futebol, boa parte das relações existentes transita entre amor e ódio com frequência: em um dia, determinado jogador ou treinador é alçado ao posto de ídolo, status que pode sumir no dia seguinte, caso as coisas não transcorram da forma como o torcedor espera. Abel Ferreira, campeão de tudo pelo Palmeiras em 2020, não escapa dessa lógica.

Abel Ferreira
Abel Ferreira não é unanimidade entre os palestrinos / Alexandre Schneider/GettyImages

Na noite desta quarta-feira (17), o treinador esteve "no olho do furacão" junto ao torcedor alviverde por conta de uma atitude questionável durante o Choque-Rei do Allianz Parque: sua equipe perdia para o São Paulo por 2 a 0 quando, minutos antes do apito final, Abel Ferreira se retirou do campo rumo aos vestiários. Em coletiva concedida após o clássico, o luso se justificou:

"Como dizem aqui, estou pendurado. Se falei bem da arbitragem no último jogo, hoje saí de campo para não levar amarelo. Saí para não ser expulso ou levar amarelo, e para estar com os jogadores no próximo jogo"

Abel, em coletiva pós-jogo

A justificativa dada pelo treinador, no entanto, não convenceu a torcida alviverde. Nas redes sociais, não foram poucos os palestrinos enfurecidos com a atitude do comandante luso:

Derrotado no Choque-Rei, o Palmeiras estacionou na terceira colocação do Brasileirão com 58 pontos conquistados. Seu próximo compromisso está programado para sábado (20), quando visita a Arena Castelão para encarar o Fortaleza.

facebooktwitterreddit