A trajetória do inevitável Mbappé em Copas do Mundo

Lucas Humberto
Revelação do Mundial de 2018, Mbappé chamou a responsabilidade para si no Catar e chega à decisão como o mais inevitável dos franceses
Revelação do Mundial de 2018, Mbappé chamou a responsabilidade para si no Catar e chega à decisão como o mais inevitável dos franceses / Stu Forster/GettyImages
facebooktwitterreddit

A Copa do Mundo do Catar chega ao fim neste domingo, 18 de dezembro, com Argentina e França lutando pelo tricampeonato. Favoritas antes mesmo do Mundial começar, as seleções passaram por uma série de diferentes provações. No caso dos Bleus, Didier Deschamps precisou se reinventar para driblar os significativos desfalques.

E, neste cenário de baixas importantes e dificuldades em sequência, Kylian Mbappé chamou a responsabilidade para si, assumiu o protagonismo e se tornou ainda mais decisivo. Isso, claro, ao lado de Olivier Giroud e Antoine Griezmann no último terço. Na estreia contra a Austrália, o camisa 10 anotou seu primeiro tento na vitória europeia por 4 a 1.

Antoine Griezmann, Kylian Mbappé
Griezmann e Mbappé estão entre os principais destaques da França / Stefan Matzke - sampics/GettyImages

Diante da Dinamarca, o atacante do Paris Saint-Germain viveu seu auge na fase de grupos. A partida era complicada, truncada, repleta de chances alternadas. Mbappé não só abriu o placar, como selou o triunfo francês menos de 10 minutos depois do zagueiro Andreas Christensen empatar. À época, os gols do craque garantiram a classificação antecipada dos Bleus.

Poupado contra a Tunísia, o velocista voltou a campo nas oitavas de final contra a Polônia. Foram dois gols e uma assistência na conta de Mbappé na vitória da atual campeã mundial por 3 a 1, ou seja, o atleta de 23 anos basicamente dominou o confronto sozinho. Nas quartas, diante da Inglaterra, que criou um sistema para anulá-lo, o camisa 10 passou em branco.

Kylian Mbappé
Mbappé foi a revelação da Copa da Rússia / Matthias Hangst/GettyImages

Contra o Marrocos, as estatísticas frias não conseguem explicar a importância de Kylian. Mesmo sem gol ou assistência, o atacante participou da construção dos dois gols que colocaram a França em mais uma final. Revelação do Mundial da Rússia, com quatro gols à época, sendo um na final, Mbappé chega à grande decisão do Catar como o mais inevitável dos franceses.

facebooktwitterreddit