Sul-Americana

A seleção ideal dos jogos de volta das quartas de final da Sul-Americana

Nathália Almeida
Atlético-GO dominou o Nacional, venceu por 3 a 0 e está na semifinal da Sul-Americana
Atlético-GO dominou o Nacional, venceu por 3 a 0 e está na semifinal da Sul-Americana / EVARISTO SA/GettyImages
facebooktwitterreddit

E então, restaram quatro.

Entre zebras e potências surpreendentemente ficando pelo caminho, conhecemos, neste meio de semana, os semifinalistas da Copa Sul-Americana de 2022.

A seguir, elencamos os jogadores que mais se destacaram nas partidas de volta das quartas de final do torneio continental:


1. Carlos Cáceda (Melgar)

O goleiro peruano foi uma verdadeira parede na eliminatória contra o Internacional, sendo o grande responsável pela inesperada classificação do Melgar sobre o gigante brasileiro. Além das cinco intervenções em 90 minutos de jogo, defendeu três penalidades na disputa que definiu a vaga.

2. Igor Vinícius (São Paulo)

Ainda que tenha desperdiçado sua cobrança na disputa por pênaltis contra o Ceará, Igor Vinícius não pode ficar de fora desta seleção. O lateral-direito foi o grande destaque do São Paulo durante o tempo regulamentar na Arena Castelão, anotando o gol único do Soberano na derrota por 2 a 1.

3. Alec Deneumostier (Melgar)

Para além do goleiro Cáceda, outros nomes da última linha do Melgar se destacaram no Beira-Rio. Um que merece situação é o zagueiro Alec Deneumostier, com números defensivos surreais no duelo: nove cortes, sete desarmes e duas interceptações.

4. Diego Costa (São Paulo)

Capitão do São Paulo, Diego Costa se converteu em um verdadeiro líder no sistema defensivo tricolor. Igor Vinícius brilhou no apoio, mas o zagueiro foi um leão no combate, somando oito cortes e três desarmes.

5. Jhoanner Chávez (Independiente del Valle)

Fechamos a linha defensiva com o lateral equatoriano, uma conhecida válvula de escape da equipe do Independiente del Valle. Com boas jogadas e muita velocidade, anotou um dos gols da goleada de sua equipe sobre o Deportivo Táchira.

6. Edson Fernando (Atlético-GO)

Tendo a dura missão de "substituir" o capitão e principal nome da equipe, Marlon Freitas, Edson cumpriu seu papel com segurança, fazendo um jogo bastante correto diante do Nacional. Ganhou a maioria dos duelos em seu setor.

7. Baralhas (Atlético-GO)

Muito participativo na construção do jogo do Dragão, Baralhas foi o "motorzinho" do meio-campo rubro-negro. Além de um gol e um passe-chave, iniciou a construção de inúmeras jogadas ofensivas de sua equipe.

8. Lorenzo Faravelli (Independiente del Valle)

Fechamos a trinca de meio de campo com um conhecido armador: Lorenzo Faravelli, apelidado de Lolo, segue desfilando ótimo futebol com a camisa do Del Valle. Participativo, foi o líder de seu time em toques na bola contra o Táchira e ainda marcou um gol.

9. Luiz Fernando (Atlético-GO)

Abrimos o ataque com o grande nome da vitória do Atlético-GO sobre o Nacional. Para que o 3 a 0 no Serra fosse possível, Luiz Fernando precisou estar em uma noite inspirada, anotando dois gols. Nem mesmo a expulsão (imprudente) nos minutos finais de duelo manchou sua exibição.

10. Júnior Sornoza (Independiente del Valle)

Velho conhecido do torcedor do Fluminense, Júnior Sornoza vem fazendo um bom papel com a camisa do Del Valle, sendo um dos jogadores mais prestigiados do atual elenco do time equatoriano. Na goleada por 4 a 1 sobre o Táchira, marcou um gol e deu uma assistência.

11. Diego Churín (Atlético-GO)

Centroavante clássico, Diego Churín tem como especialidade fazer gols. Contudo, na vitória por 3 a 0 sobre o Nacional, o argentino viveu uma noite de garçom, dando as três assistências da partida. Noite especial para o jogador.

facebooktwitterreddit