Listas

9 jogadores que traíram suas equipes e foram jogar no maior rival

Milena Medeiros
Luis Figo no Real Madrid é um dos casos mais conhecidos que jogadores que vestiram a camisa do rival.
Luis Figo no Real Madrid é um dos casos mais conhecidos que jogadores que vestiram a camisa do rival. / Jamie McDonald/Getty Images
facebooktwitterreddit

No futebol de hoje, é raro encontrar jogadores que permanecem no mesmo clube por toda a carreira. O que costuma ser bastante criticado é quando os jogadores vão para os rivais do clube que os fez crescer. O 90min relembra os casos mais famosos de jogadores que decidiram vestir a camisa do clube rival:

9. Pedro (Roma-Lazio)

Dispensado da Roma por Mourinho, Pedro é novo jogador da Lazio, maior rival do time da capital italiana. Assim, o experiente atacante espanhol se tornou o primeiro jogador em 36 anos a "pular o muro" dentro da rivalidade. O último a fazer essa mesma troca foi o goleiro Malgioglio, em 1985.

8. Çalhanoğlu (Milan-Inter)

Hakan Calhanoglu
Çalhanoğlu troca as cores vermelhas pela azul em Milão. / Marco Luzzani/Getty Images

Çalhanoğlu esquentou a rivalidade italiana ao decidir assinar com o time rival, Inter de Milão, após se recusar a renovar o contrato com o Milan. A situação foi recebida com rejeição pelos torcedores do seu ex-time, que se irritaram com a ida do meia ao seu maior rival.

7. Carlos Tévez (Manchester United-Manchester City)

Carlos Tevez
Tevez também trocou de cores em Manchester. Jogou pelo City após vestir a camisa do United por dois anos. / Paul Thomas/Getty Images

O ex-jogador do Manchester United foi seduzido pela chuva de milhões que o City lhe ofereceu após a chegada de novos investimentos no clube, que o fez trocar de camisa, pela do outro time da cidade de Manchester.

6. Mario Götze (Borussia Dortmund-Bayern Múnich)

Mario Goetze
Götze saiu do Borussia e foi jogar no rival, Bayern de Munique. / Boris Streubel/Getty Images

Para a toricida, a ida de Götze ao Bayern de Munique foi uma traição. O Borussia havia vencido duas ligas com o alemão como protagonista, e contava com uma grande geração liderada por ele e Reus. Mas quando o Bayern chegou com uma forte oferta, ele não hesitou e 'pulou o muro'.

5. Íñigo Martínez (Real Sociedad-Athletic de Bilbao)

Takefusa Kubo, Íñigo Martínez
A torcida do Real Sociedad não perdoou a escolha de Martinez de jogar no rival. / Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images

Em um dos lugares de maior rivalidade no futebol mundial, os times espanhóis levam a tradição e as 'rixas' a sério. Por isso, a saída de um dos capitães do time azul e branco, para o Athletic, foi uma traição aos olhos da torcida.

4. Theo Hernández (Atlético de Madrid-Real Madrid)

Theo Hernandez
Theo juntou-se aos merengues, deixando para trás o maior rival de Madrid. / Rob Foldy/Getty Images

O lateral-esquerdo treinou na base do Atlético de Madrid com o irmão, mas depois de uma boa temporada por empréstimo, decidiu ir para o Real Madrid. A troca de clubes não foi bem recebida pela torcida colchonera, que criticou a atitude do jogador.

3. Pirlo (Inter-Milán-Juventus)

Andrea Pirlo, Roberto Baronio
Pirlo ainda chegou a treinar a Juventus, na temporada passada. / Nicolò Campo/Getty Images

O meio-campista sempre se mostrou um jogador apaixonado mais pelo futebol do que pelas cores, por isso, não se importou em trocar de camisa entre os principais rivais da Serie A, para o desgosto da torcida italiana.

2. Lewandowski (Borussia Dortmund-Bayern de Munique)

Borussia Dortmund's Dortmund Robert Lewa
Lewa já vestiu a camisa de maior rival da Alemanha. / ARIS MESSINIS/Getty Images

Quem diria que a maior figura do futebol do Bayern de Munique já teria jogado pelo maior rival do clube? Após quatro temporadas, Lewa trocou o Borussia pelo Bayern e até hoje é o nome da equipe dos bávaros.

1. Figo (Barcelona-Real Madrid)

Luis Figo
Luis Figo no Real Madrid. / Ross Kinnaird/Getty Images

Quando o português se tornou uma estrela mundial no Barça e foi nomeado para a Bola de Ouro, Figo decidiu fazer algo quase que proibido: sair do Barcelona e ir para o rival eterno, o Real Madrid, clubes com a maior rivalidade do futebol mundial. Essa transferência foi traumática para os torcedores catalães, que nunca o perdoaram.

facebooktwitterreddit