Copa do Mundo 2022

84 dias para a Copa do Mundo: 84, o ano em que nasceu Thiago Silva, o zagueiro que vence a barreira do tempo

Nathália Almeida
Arte: Eduardo Fricks
Arte: Eduardo Fricks /
facebooktwitterreddit

Faltam 84 dias para a Copa do Mundo do Catar, e dando sequência à nossa contagem regressiva para o torneio mais importante do calendário esportivo global, trazemos neste domingo (28), uma curiosidade envolvendo o número 84: este foi o ano de nascimento de Thiago Silva, zagueiro que vem desafiando a barreira do tempo e se mostrando cada vez mais completo, física e taticamente, aos 37 anos de idade.

Unanimidade entre treinadores que o comandaram ao longo de sua carreira - por sua ética de trabalho, disciplina e qualidade técnica -, Thiago Silva disputará, no Oriente Médio, a quarta Copa do Mundo de sua trajetória como atleta. Convocado como reserva para a edição de 2010 na África do Sul, o "Monstro", apelido carinhoso que recebeu da torcida do Fluminense, foi titular nos Mundiais de 2014 (Brasil) e 2018 (Rússia).

Brazil v Uruguay - FIFA World Cup 2022 Qatar Qualifier
Thiago Silva vive grande fase no Chelsea e disputará seu quarto Mundial / Buda Mendes/GettyImages

Cria das categorias de base do Tricolor Carioca, Thiago Silva teve sua primeira experiência no futebol internacional ainda muito jovem, atuando no time B do Porto em 2004. Se transferiu ao Dínamo Moscou em 2005, ano que se revelaria muito desafiador ao garoto de 19 anos: sem se adaptar ao frio russo, contraiu tuberculose e travou a batalha mais delicada de sua vida, lutando pela sobrevivência ao longo de quatro meses. Retornou ao Brasil em 2006 e, já recuperado, reiniciou sua jornada como atleta com a camisa de seu clube formador.

O enorme sucesso pelo Fluminense entre 2006 e 2009 - com direito a um título de Copa do Brasil e atuação destacada no vice da Copa Libertadores -, o levou de volta à Europa, mais especificamente ao Milan, onde rapidamente conquistou o torcedor e se tornou ídolo, conquistando uma edição da Serie A Italiana (2010/11). Em 2012, partiu rumo a novos desafios e fechou com o PSG, onde fincaria raízes por longos oito anos, se tornando capitão, multicampeão (23 troféus conquistados) e top-10 em número de partidas jogadas. Atualmente defende o Chelsea, clube pelo qual teve a oportunidade de celebrar o título que faltava em seu currículo: a Champions League.

Chelsea win Champions League title
Thiago Silva conquistou, em 2020/21, a Champions League / Anadolu Agency/GettyImages

Com a camisa da Seleção Brasileira, o defensor já ultrapassou a marca centenária de partidas: são 107 jogos disputados pela Canarinho, pela qual estreou oficialmente no ano de 2008, sob comando de Dunga. Conquistou dois títulos neste meio tempo, a Copa das Confederações de 2013 e a Copa América de 2019. Falta a Copa do Mundo, a maior realização profissional que um atleta do futebol pode alcançar. Ela virá em 2022?

facebooktwitterreddit