Listas

8 jogadores que preferiram ficar no banco de reservas para estar em grandes clubes

Nathália Almeida
Pedro é reserva de Gabigol no Flamengo
Pedro é reserva de Gabigol no Flamengo / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

Conseguir uma vaga em um grande elenco de um grande clube é um feito importante, mas que pode vir acompanhado de uma série de sacrifícios por parte do atleta em questão. Talvez o principal deles seja entender que nem sempre (ou mesmo quase nunca) receberá minutos de jogo, tamanha concorrência existente internamente. Ainda assim, muitos jogadores aceitam esse cenário.

A seguir, elencamos 8 jogadores que preferiram o banco de reservas apenas para estar em um grande clube:


1. Javier 'Chicharito' Hernández

Javier Hernandez
Chicharito teve poucas oportunidades como titular madridista / Gonzalo Arroyo Moreno/GettyImages

O atacante mexicano foi emprestado ao Real Madrid em 2014, em um momento no qual o clube contava com o esplendoroso trio BBC: Benzema, Bale e Cristiano Ronaldo. Na única temporada que atuou no time merengue, Chicharito pouco jogou, permanecendo quase sempre no banco. Em 2015, partiu para o Bayer Leverkusen e agora joga pelo Los Angeles Galaxy.

2. Neto

Norberto Murara Neto
Neto é reserva absoluto de Ter Stegen / Quality Sport Images/GettyImages

O goleiro brasileiro chegou ao Barcelona em troca de Cillesen e sabia que seu status seria de "reserva imediato" do titular Ter Stegen. Poucas eram as chances de ele conseguir barrar um dos melhores goleiros do mundo. Chegou com todas as expectativas de mostrar que estava melhor, mas não conseguiu quebrar essa hierarquia consolidada no Camp Nou.

3. Renato Sanches

FC Bayern Muenchen v Hertha BSC - Bundesliga
Renato Sanches pouco atuou como titular do Bayern / Jörg Schüler/GettyImages

O meio-campista luso vinha de uma grande temporada pelo Benfica e bela Eurocopa por Portugal quando fechou com o Bayern de Munique. Acontece que o clube alemão contava, à época, com Thiago, Javi Martínez, Vidal, Götze, Kimmich, Xabi Alonso e outros talentos para o setor de Renato Sanches. Pouco jogou e acabou se transferindo ao Swansea, da Inglaterra.

4. Pedro

Pedro
Pedro pouco tem jogado com a camisa rubro-negra / Buda Mendes/GettyImages

Pedro é o principal alvo de mercado do Palmeiras, que obviamente é um gigante do futebol sul-americano. Contudo, o jovem centroavante parece obstinado a se provar mesmo com a camisa do Flamengo, seu clube do coração. Chegou à Gávea sabendo que teria muito trabalho para quebrar a hierarquia que coloca Gabriel Barbosa como titular absoluto no comando do ataque rubro-negro. Até agora, não conseguiu e segue "aceitando" a condição de reserva.

5. James Rodríguez

James Rodriguez
James ficou no banco por muito tempo com Zidane / Juan Manuel Serrano Arce/GettyImages

Titular em suas primeiras temporadas no Real Madrid, James Rodríguez foi perdendo espaço e protagonismo no passar dos anos, chegando a um ponto de praticamente não jogar com Zidane. Foi cedido via empréstimo ao Bayern mas, depois dessa passagem pela Alemanha, optou por retornar à Espanha e tentar batalhar pela titularidade. Não obteve sucesso e amargou, por um longo tempo, o banco. Chegou a recusar ofertas de times menores.

6. Xherdan Shaqiri

Xherdan Shaqiri
Shaqiri foi reserva no Liverpool por longo período / Soccrates Images/GettyImages

O meia-atacante suíço chegou ao Liverpool em 2018 depois de ser a grande figura do Stoke City. No entanto, Shaqiri sabia que o tridente ofensivo dos Reds, formado por Mané, Salah e Firmino, era praticamente imaculado. Na primeira temporada, chegou a jogar várias partidas saindo do banco, mas foi perdendo espaço. Hoje, defende o Chicago Fire, da MLS.

7. Martin Braithwaite

Martin Braithwaite
Braithwaite segue sendo preterido, mesmo em um Barça "em crise" / Juan Manuel Serrano Arce/GettyImages

O atacante dinamarquês foi contratado para completar o elenco do Barcelona em fevereiro de 2020, sendo uma contratação de emergência para preencher a lacuna deixada pela lesão de Luis Suárez. Custou 18 milhões de euros aos cofres catalães e, embora tenha chegado motivado dizendo que seria "titular e artilheiro", pouco jogou. Atualmente, segue encontrando dificuldades de obter uma sequência no Camp Nou.

8. Alex Song

Alex Song
Song trocou o Arsenal pelo Barcelona / Manuel Queimadelos Alonso/GettyImages

O camaronês pode se dar ao luxo de dizer que jogou pelo Arsenal e pelo Barcelona. Contudo, seu status nos dois clubes foi bastante diferente: se destacou no time londrino por seus feitos dentro das quatro linhas, mas acabou aceitando uma posição de menor protagonismo no Camp Nou em troca de um salário maior.

"Eles me disseram que eu não iria jogar muito no Barça, mas eu não me importei porque sabia que seria um milionário", revelou Song à época.

facebooktwitterreddit