Listas

8 jogadores que já foram chamados de 'novo Messi' e onde eles estão hoje

Antonio Mota
Bojan é um dos nomes mais lembrados quando falamos de promessas que não vingaram
Bojan é um dos nomes mais lembrados quando falamos de promessas que não vingaram / Jasper Juinen/Getty Images
facebooktwitterreddit

Lionel Messi é um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos. Com recursos infinitos, muitas conquistas e talento fora do comum, o camisa 10 do Barcelona e da Argentina construiu uma carreira mágica e praticamente irretocável no esporte e isso o tornou um “modelo de excelente”. Assim, vários atletas surgiram e foram apontados como o “novo Messi” nas últimas temporadas, mas, como todos sabem, nenhum dos casos se confirmou.  

Sem mais delongas, veja 8 jogadores que já foram chamados de 'novo Messi' e onde eles estão hoje.

1. Bojan Krkić

Bojan Krkic
Bojan Krkić não conseguiu sequer continuar na elite da Europa. / Scott Taetsch/Getty Images

Formado no próprio Barcelona, Bojan Krkić apareceu muito bem na Espanha e logo recebeu a marca de “novo Messi”. Porém, em campo, o atacante nunca conseguiu corresponder e acabou tendo uma carreira muito aquém das expectativas. Hoje, aos 30 anos, ele atua no Montreal Impact, do Canadá.

2. Gerardo Bruna

Gerardo Bruna
Gerardo Bruna não conseguiu corresponder as expectativas. / Clive Brunskill/Getty Images

Gerardo Bruna passou pelas categorias de base do Real Madrid e Liverpool e isso criou muitas expectativas na Argentina e no mundo. Porém, apesar do estilo de jogo e das boas valências, o meio-campista argentino não conseguiu sequer se encaixar na elite do futebol mundial. Atualmente, ele defende o Shelbourne FC, da Irlanda.

3. Ryo Miyaichi

Ryo Miyaichi
Ryo Miyaichi tinha muito potencial, mas... / Pool/Getty Images

Após receber o aval de Arsène Wenger, Ryo Miyaichi chegou com moral ao Arsenal. Em 2011, o talentoso extremo era tratado como o “Messi Japonês”. As expectativas, no entanto, não se confirmaram, e o atacante acabou indo para ‘mercados alternativos’ do futebol. Inclusive, ele atua no Yokohama F. Marinos, do Japão, na atualidade.

4. Alen Halilović

Alen Halilovic
Alen Halilović “ainda” não chegou ao patamar de Messi. / Soccrates Images/Getty Images

Alguém lembra de Alen Halilović? Grande revelação do Dínamo Zagreb, da Croácia, o meia-atacante se destacou no futebol de seu país no começo da década passada e logo passou a ser chamado de “Messi Croata”. Badalado, o prodígio foi rodou por grandes clubes da Europa, como Barcelona B e Milan, mas nunca conseguiu se firmar – e muito menos atingir o patamar do gênio Leo. Aos 25 anos, ele atua com o manto do Birmingham.

5. Martin Ödegaard

Martin Odegaard
Martin Ödegaard segue aquém das expectativas. / Fran Santiago/Getty Images

Após se destacar no Strømsgodset IF, da Noruega, Martin Ödegaard foi contratado pelo Real Madrid e deixou o Santiago Bernabéu em festa. Porém, apesar de todo o potencial e talento, o meia-atacante nunca conseguiu entregar o esperado. Aos 22 anos, ele segue com vínculo com os Galácticos, mas vive pulando de uma equipe para outra.

6. Thiago Almada

Thiago Almada
Thiago Almada vai explodir? / Fran Santiago/Getty Images

Um dos jogadores mais valiosos em atividade na América do Sul, Thiago Almada apareceu no Vélez Sarsfield e lá segue tentando decolar para o mundo. Aos 20 anos, o meia-atacante tem qualidade e recursos, mas ainda precisa melhorar (muito!) muito para chegar perto do nível de Lionel Messi.

7. Ryan Gauld

Ryan Gauld
Ryan Gauld não conseguiu atingir o nível esperado. / Quality Sport Images/Getty Images

Messi Escocês? Ryan Gauld apareceu no Dundee United FC, da Escócia, e lá encantou o mundo. Em 2014, o meia-atacante foi contratado pelo Sporting, onde deveria decolar, mas isso nunca aconteceu. Hoje, com 25 anos de idade e lampejos, ele defende o modesto Farense, de Portugal.

8. Mauro Zárate

Mauro Zarate
Mauro Zárate não se tornou um Lionel Messi. / Marcelo Endelli/Getty Images

Mais um argentino a ser chamado de “novo Messi”: Mauro Zárate. Cria do Vélez, o atacante mostrou muito talento em seu início de carreira e isso despertou os olhares do mundo. Porém, ele nunca conseguiu se firmar em nenhuma equipe e acabou se tornando um “nômade do futebol”. Atualmente, o hermano defende o Boca Juniors.

facebooktwitterreddit