Copa do Mundo 2022

79 dias para a Copa do Mundo: o gol de Ronaldo Fenômeno no minuto 79 que consagrou o Brasil pentacampeão

Matheus Nunes
No minuto 79 da decisão contra a Alemanha, o Fenômeno, artilheiro da Copa do Mundo, decidiu de novo
No minuto 79 da decisão contra a Alemanha, o Fenômeno, artilheiro da Copa do Mundo, decidiu de novo / Arte: Eduardo Fricks
facebooktwitterreddit

O pentacampeonato da Seleção Brasileira completou 20 anos em 30 de junho. O país explodia em festa verde e amarela com a vitória da Canarinho sobre a Alemanha por 2 a 0, no Estádio de Yokohama (Japão) e duas décadas depois segue como única nação a ter as cinco estrelas.

Os gols de Ronaldo Fenômeno na final da Copa do Mundo de 2002 estão marcados até hoje na mente dos brasileiros e deverão ser lembrados para sempre. O time comandado por Felipão, atual técnico do Athletico-PR, chegou à decisão invicta somando seis vitórias, com o camisa 9 sendo o artilheiro da equipe. Porém, o jogador viria a fazer os principais tentos da sua grandiosa carreira apenas na última partida, contra o rival germânico.

As redes não balançaram no primeiro tempo da decisão, mas o Brasil foi superior em boa parte dos 45 minutos, com direito a bola na trave de Kléberson. Na segunda etapa foi a vez de Ronaldo roubar a cena.

Aos 21 minutos do segundo tempo, o atacante começou a jogada que abriria o placar da final. Ele roubou a bola de Hamann e tocou para Rivaldo, que finalizou. O goleiro Oliver Kahn, eleito previamente o craque daquela Copa, soltou a bola e, no rebote, o Fenômeno guardou.

Após o gol, a Alemanha chegou com perigo por duas vezes na tentativa de tirar a desvantagem. Porém, no minuto 79 a estrela do artilheiro brilhou novamente. Kléberson deu passe para Rivaldo, o camisa 10 deu um 'corta luz' e a bola sobrou para Ronaldo, que só dominou e mandou para o fundo das redes de perna direita.

Foi naquele exato momento que o Brasil entrou em festa. Torcedores em todos os lugares do país já vibravam antecipadamente com o título, que havia batido na trave em 1998. O gol de Ronaldo encerrava o jejum de 8 anos e a Seleção Brasileira se tornava a primeira com cinco estrelas no peito. Feito este que permanece até os dias atuais.

FICHA TÉCNICA: BRASIL 2 x 0 ALEMANHA - FINAL DA COPA DE 2002

Brasil: Marcos; Lúcio, Edmílson e Roque Júnior; Cafu, Gilberto Silva, Kléberson, Ronaldinho (Juninho Paulista) e Roberto Carlos; Rivaldo e Ronaldo (Denílson). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Alemanha: Oliver Kahn; Thomas Linke, Carsten Ramelow, Christoph Metzelder, Torsten Frings, Marco Bode (Christian Ziege); Dieter Hamann, Jens Jeremies (Gerald Asamoah), Bernd Schneider; Miroslav Klose (Oliver Biernhoff), Oliver Neuville. Técnico: Rudi Völler.

facebooktwitterreddit