Futebol Internacional

7 torcidas que precisam baixar o sarrafo em 2022

Lucas Humberto
Torcidas de Manchester United, Barcelona, Juventus e outros grandes times não devem esperar conquistas expressivas em 2022
Torcidas de Manchester United, Barcelona, Juventus e outros grandes times não devem esperar conquistas expressivas em 2022 / Michael Regan/GettyImages
facebooktwitterreddit

Com a metade da campanha europeia oficialmente chegando ao fim - assim como o ano de 2021 -, já é possível ter uma ideia dos times que brigam por grandes títulos e daqueles que dificilmente irão atravessar a linha de chegada. Hoje vamos falar desse segundo caso.

Se você, torcedor destes times que vamos citar abaixo, começou a temporada com grandes expectativas, achamos que é bem mais prudente baixar o sarrafo para 2022. Às vezes, o futebol simplesmente não está do nosso lado...

1. Manchester United

Cristiano Ronaldo Manchester United Premier League Champions League
Red Devils perderam grandes oportunidades em 2021 / James Gill - Danehouse/GettyImages

Se nem a contratação de reforços badalados foi capaz de resolver a situação dos Red Devils na Inglaterra, é difícil imaginar que Ralf Rangnick em poucos meses irá conseguir operar um milagre na equipe. Diante do contexto, o melhor a ser feito é optar pela contenção de danos para, quem sabe, sonhar novamente com a Premier League em 2023.

2. Barcelona

Nico Gonzalez Barcelona LaLiga Champions League
Culés preparam intensa movimentação nas próximas janelas / Eric Alonso/GettyImages

Os cartolas culés não querem parar em Xavi Hernández e Daniel Alves. Aliás, a postura nas duas próximas janelas promete ser enérgica, inclusive pensando em potenciais saídas. Contudo, para essa temporada, a realidade certamente será de recomposição técnica e tática. A despedida de Lionel Messi ainda causa impactos...

3. Villarreal

Samu Chukwueze Villarreal LaLiga Gerard Moreno Champions League
Desempenho do Submarino Amarelo está aquém do apresentado na temporada anterior / Quality Sport Images/GettyImages

Ainda em terrenos espanhóis, o Submarino Amarelo encerrou o último ano futebolístico em alta, sobretudo em razão da conquista da Europa League diante do Manchester United. Mas, o que estamos testemunhando na atual campanha não chega nem perto daquele impressionante time conduzido por Gerard Moreno. Cuidado com a zona do rebaixamento...

4. Roma

José Mourinho Roma Série A Conference League
José Mourinho não está tendo vida fácil na Roma / Insidefoto/GettyImages

Renato Gaúcho luso? José Mourinho desembarcou na capital italiana com propriedade. De cara, emplacou grandes resultados e fez a torcida acreditar que os melhores dias de La Lupa pudessem estar de volta. Não é bem assim. Após derrotas acachapantes no caminho, os torcedores precisam tomar cuidado com as expectativas, afinal, a concorrência é qualificada.

5. Juventus

Alvaro Morata Juventus Série A Champions League
Morata em ação pela Juventus / MB Media/GettyImages

Por falar no calcio, a Velha Senhora é outras das tradicionais equipes do Campeonato Italiano que dificilmente vão levantar taças expressivas em 2022. Claro, tudo pode acontecer, principalmente na Champions League. Contudo, na Série A, Federico Chiesa e seus companheiros não vão muito além de uma vaga nos torneios continentais.

6. Borussia Dortmund

Jude Bellingham Champions League Borussia Dortmund Bundesliga Europa League
Aurinegros não avançaram às oitavas de final da Champions League / Soccrates Images/GettyImages

Pelo visto, a torcida aurinegra terá mais uma temporada de caça ao líder Bayern de Munique. Já eliminado da Liga dos Campeões, o Borussia Dortmund até chega à Europa League com boas perspectivas, mas nada que faça valer grandes expectativas. O foco do BVB deve ser a recomposição do time pós-Erling Haaland.

7. Olympique de Marseille

Olympique Marseille Gerson Ligue 1
Gerson não está tendo o sucesso esperado no futebol francês / ANP Sport/GettyImages

A performance recente de Gerson diz muito sobre o estado do Olympique de Marseille na França: muita promessa, pouca entrega. De fato, em razão da pouca concorrência na Ligue 1, pode ser que os comandados de Jorge Sampaoli fiquem no G4. No entanto, as conquistas não deverão ser muito maiores do que um bom lugar na tabela.

facebooktwitterreddit