Listas

7 times que melhoraram muito após trocarem de treinador ao longo de 2021

Fabio Utz
Inter de Diego Aguirre briga por vaga na Libertadores
Inter de Diego Aguirre briga por vaga na Libertadores / Silvio Avila/Getty Images
facebooktwitterreddit

Por vezes, a troca de um treinador em um clube de futebol ocorre para se dar uma espécie de satisfação à torcida. Em outros momentos, ela acontece realmente por convicção, e o resultado acaba surgindo. Citamos, a partir de agora, sete casos de técnicos que chegaram a um time em 2021 e, de cara, conseguiram melhores desempenhos e/ou resultados na comparação com seus antecessores.

1. Renato Gaúcho - Flamengo

Renato Gaúcho Flamengo Desempenho Técnico Libertadores Copa do Brasil Campeonato Brasileiro
Resultados de Renato no Fla são praticamente incontestáveis / Pool/Getty Images

O Flamengo, como um todo, perdeu a paciência com Rogério Ceni. E Renato chegou para recolocar o time nos trilhos. Se algumas escolhas do profissional ainda são questionadas, bem como a forma como ele arma a sua equipe, os resultados são incontestáveis. O Rubro-Negro, embora um pouco distante da liderança do Brasileirão, está com um pé na final da Libertadores e vai disputar uma vaga na decisão da Copa do Brasil.

2. Marcão - Fluminense

Marcão Fluminense Técnico Campeonato Brasileiro
Marcão recolocou o Flu na parte alta da tabela do Brasileirão / Wagner Meier/Getty Images

A torcida do Tricolor não aguentava mais o discurso de Roger Machado, e os resultados, que na arrancada até foram satisfatórios, desapareceram. Precisou Marcão ser efetivado para que a equipe deixasse a parte inferior da tabela do Campeonato Brasileiro e passasse a brigar por um lugar no G-6.

3. Enderson Moreira - Botafogo

Dos 'gigantes' que disputam a Série B, o Botafogo é aquele que pode dizer que, se a competição terminasse hoje, estaria de volta à elite nacional. No entanto, esta maré de otimismo só foi possível depois da chegada de Enderson Moreira. Foi com o novo treinador que o Fogão arrancou rumo à vice-liderança.

4. Fernando Diniz - Vasco da Gama

Nos seis jogos anteriores à chegada de Fernando Diniz, o Vasco tinha quatro derrotas, um empate e apenas uma vitória. Agora, são dois empates e duas vitórias em quatro partidas. É para se ter esperança de chegar ao G-4 da Série B?

5. Diego Aguirre - Internacional

Diego Aguirre Internacional Campeonato Brasileiro Técnico
Uruguaio vê Colorado em uma sequência invicta / Silvio Avila/Getty Images

O Inter parecia afundar sob o comando de Miguel Ángel Ramírez. É bem verdade, também, que com Aguirre o Colorado acabou eliminado da Libertadores. Agora, no entanto, a briga por vaga à competição continental do ano que vem via Brasileirão é uma realidade. Já são oito jogos de invencibilidade, e isso não é para poucos.

6. Mozart - CSA

Para quem achava que o CSA brigaria contra o rebaixamento por conta de uma campanha para lá de irregular na Série B, o técnico Mozart chegou para recolocar o time na briga por uma vaga no G-4. Em cinco partidas, são dez pontos conquistados, incluindo aí seis contra Cruzeiro e Botafogo.

7. Luiz Felipe Scolari - Grêmio

Luiz Felipe Scolari Grêmio Aproveitamento Campeonato Brasileiro
Felipão tenta recolocar o Grêmio nos trilhos / Miguel Schincariol/Getty Images

É possível falar em melhora para um time que está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro? É, sim. Se muitas atuações ainda são bem pobres, o aproveitamento de Felipão é que dá esperança ao torcedor do Grêmio de ficar na Série A. Sob o comando de Tiago Nunes, o Tricolor não ganhou um jogo sequer no Brasileirão e conquistou 8,33% dos pontos (2 em 24). Com o novo treinador, este percentual saltou para 55,5% (20 em 36). Se não fosse o comandante...

facebooktwitterreddit